Chape estreia na Libertadores após maratona para chegar à Venezuela

A Chapecoense estreia na Libertadores nesta terça-feira, às 21h45 (de Brasília), fora de casa, diante do Zulia, na Venezuela, na abertura do grupo 7. Os catarinenses fazem sua estreia na história da competição, além de disputar o primeiro duelo internacional após a tragédia em novembro de 2016, quando a maior parte da delegação morreu em desastre aéreo.

A equipe de Vagner Mancini teve um longo trajeto até chegar à cidade de Maracaibo, onde a partida acontece. A viagem começou no sábado à noite, após a vitória sobre o Criciúma, pelo Estadual, e acabou apenas na madrugada de domingo para segunda, quando a delegação desembarcou na Venezuela.

Por isso mesmo, o treinador optou por usar um time misto no último fim de semana, para não desgastar o elenco antes da importante partida fora de casa. Para encarar o Zulia, os catarinenses levaram 23 atletas à Venezuela.

Nesta segunda-feira, foi oficializada também a lista de inscritos da Chape na Libertadores, com a presença de Neto e Alan Ruschel, sobreviventes da tragédia do último ano. Eles ainda não têm condições de jogar, mas podem atuar futuramente pela equipe.

Pelo lado do Zulia, o técnico Daniel Farías sabe que o foco será total na equipe brasileira, que ganhou importância mundial após o acidente. Ele acredita, com isso, em um duelo com alta carga de emoção.

“Os olhos do mundo estarão voltados para este jogo, todos ligando para a Chapecoense. Por isso, será um duelo emocionante, sem dúvidas. Todos ficamos muito angustiados com o acidente”, declarou o comandante, em entrevista à .