Chape e Avaí decidem Catarinense; Goiás e Vila fazem Derby do Cerrado

O Avaí receberá a Chapecoense, na Ressacada, no jogo de ida da final do Campeonato Catarinense, neste domingo, às 16 horas (de Brasília). O árbitro da partida será Heber Roberto Lopes. O jogo de volta será disputado no domingo, dia 7 de maio, na Arena Condá. Enquanto o Verdão do Oeste, que venceu o segundo turno, busca o seu primeiro bicampeonato, o Leão da Ressacada, que venceu o primeiro turno, tenta encerrar uma seca de títulos que vem desde 2012, última vez em que a equipe de Florianópolis conquistou o Estadual.

Neste ano, as duas equipes se enfrentaram duas vezes e os mandantes levaram a melhor nos confrontos. No primeiro turno do Catarinense, o Avaí venceu a Chape por 3 a 0 na Ressacada. No returno, o time de Chapecó conseguiu bater seu rival por 2 a 0 na Arena Condá.

Os comandados de Vagner Mancini chegam para o confronto da conquista do segundo turno do Estadual e de uma dura derrota por 3 a 0 para o Nacional, no Uruguai, em jogo válido pela quarta rodada da Copa Libertadores. Apesar do revés no meio da semana, o treinador de 50 anos não quer que sua equipe se abata.

“Não podemos nos abalar pois a arbitragem foi péssima, tivemos erros individuais que provocaram erros coletivos e foi um jogo atípico”, declarou Mancini após o confronto no Parque Central, em Montevidéu, na quinta-feira.

No lado do Avaí, o técnico Claudinei Oliveira está preocupado com o seu setor defensivo, já que o clube de Florianópolis foi de três gols sofridos nos primeiros nove jogos no Campeonato Catarinense a 13 gols sofridos no segundo turno. O zagueiro Alemão lamentou a queda de desempenho e afirmou que é hora de deixar o passado para trás.

“Acho que a queda (de rendimento) é lamentável pelo que vínhamos trabalhando. Infelizmente tomamos os gols, não era o que queríamos. Houve uma queda de rendimento. Só que se você for ver, mesmo com isso, mesmo tomando mais gols, acho que nossa equipe é a segunda melhor defesa do campeonato. Acredito que não seja algo que aponte para algo errado. Mas sabemos que temos de corrigir. Fizemos um primeiro turno quase impecável e no segundo houve essa queda de rendimento. Agora é passar a régua, é tudo do zero”, comentou.

Alemão, que também destacou que é hora de todos superarem qualquer problema menor, fez uma análise sobre o adversário do domingo. “Acho que têm bastante velocidade pelos lados e com uma bola aérea muito boa. Acho que temos de ter atenção redobrada na decisão. Sabemos que a equipe deles tem muita qualidade, não apena no setor ofensivo, mas toda a equipe deles está em uma crescente e merece atenção redobrada de todo mundo. Temos de entrar muito concentrados, focados no jogo, sabendo o que tem de ser feito”.

A tendência é que os dois treinadores mantenham suas equipes titulares, com o provável Avaí tendo: Maurício Kozlinksi no gol; Leandro Silva, Alemão, Betão e Capa na defesa; Luan, Judson e Marquinhos no meio de campo; Romulo, Denilson e Júnior Dutra no ataque.

Já a Chapecoense deverá ir com Arthur Moraes no gol, Apodi, Nathan, Luiz Otávio (Douglas Groli) e Reinaldo na defesa; Andrei Girotto, João Pedro e Luiz Antônio no meio de campo; Rossi, Wellington Paulista (Túlio de Melo) e Arthur no ataque.

Vila Nova recebe o Goiás no jogo de ida da final do Goaiano

O Campeonato Goiano começará a ser decidido, neste domingo, às 16 horas (de Brasília), com partida entre Vila Nova, que é o mandante, e o Goiás. O jogo de volta será disputado no domingo, dia 07 de maio. Como ambas as equipes mandam seus jogos no mesmo estádio, o Serra Dourada será o palco dos dois jogos finais. A única vantagem para o time de melhor campanha, no caso o Esmeraldino, é jogar a segunda partida em seus domínios. Durante a fase de grupos, o Derby do Cerrado terminou em 0 a 0.

O clube alviverde irá tentar conquistar o seu terceiro título consecutivo do Campeonato Goiano e o 27º de sua história. Do outro lado, o Tigre busca o seu primeiro título do Estadual desde 2005 e o primeiro desde que conquistou a Série C do Campeonato Brasileiro de 2015.

Querendo encerrar a sequência de títulos locais do seu rival, o Vila Nova irá encarar os dois jogos contra o Goiás como finais de Copa do Mundo. “É Copa do Mundo. Guardadas as devidas dimensões das coisas, mas é Copa do Mundo. Ainda mais com esses 12 anos de jejum na final. Temos que encerar e entrar com o espírito do torcedor. Se entrarmos assim, não tem como perder essa decisão”, afirmou o volante PH.

Já o meio Everton, destaque do Tigre, destacou a necessidade de se manter a intensidade do jogo da semifinal. “A gente precisa impor o mesmo ritmo de jogo, a mesma postura de sempre. Apesar da vantagem contra a Aparecidense, a gente foi para lá buscar o resultado. A vantagem aconteceu no fim do jogo, mas fomos para impor o mesmo ritmo. Acho que tem que ser assim na final também”.

O Goiás deverá manter a sua escalação base. Com o retorno de Hélder à lateral direita, o zagueiro Everton Sena, que vinha sendo improvisado, volta a sua posição de origem. Como David Duarte está suspenso, Alex Alves segue na equipe. O Vila Nova também deverá continuar a escalar os mesmos jogadores das últimas partidas.

Ceará encara o Ferroviário na final do Campeonato Cearense

Em um modelo de disputa diferente, Ceará e Ferroviário disputarão a final do Campeonato Cearense. Como a final será disputada em melhor de três, a equipe que tiver mais pontos no final da disputa leva o título. Em caso de empate, após os três confrontos, a decisão será por pênaltis. Caso um dos clubes vença os dois primeiros jogos, ele será o campeão e o terceiro duelo não será realizado. Como o Ceará teve a melhor campanha nas fases anteriores, tem a vantagem de disputar os dois últimos jogos em casa.

O primeiro confronto será neste domingo, às 16 horas, no Castelão, que será palco dos três confrontos. O segundo jogo entre as duas equipes será na quarta-feira dia 3 de maio, às 24h45 (de Brasília). E a terceira partida, se necessária, será no domingo, dia 7 de maio, às 16 horas (de Brasília).

Na fase de grupos, as duas equipes se enfrentaram uma vez. O Vovó, que era o mandante do confronto, levou a melhor e bateu o Ferroviário por 1 a 0, com gol de Magno Alves, aos 38 minutos da segunda etapa.