Chance para a defesa melhorar: diante do Macaé, Botafogo encara o segundo pior ataque do Carioca

LANCE!
·2 minuto de leitura


Neste domingo, o Botafogo encara o Macaé, no estádio Nilton Santos, às 18h, em partida válida pela última rodada do Campeonato Carioca. Com as derrotas de Boavista e Resende, o Glorioso já está classificado para disputar a Taça Rio. No entanto, apesar de poder se dar o "luxo" de perder, o clube de General Severiano tem uma grande oportunidade: voltar a ter um jogo sem sofrer gol.

> Gabriel, do Botafogo, comemora estreia no profissional: 'Data ficará marcada'

O começo de temporada do Botafogo foi impressionante. Nas quatro primeiras partidas, o Alvinegro não sofreu nenhum gol. Contudo, nas últimas oito, sofreu pelo menos um. O reflexo disso foi uma queda de desempenho que acarretou a eliminação da fase semifinal do Campeonato Carioca e a eliminação precoce da Copa do Brasil, diante do ABC, ainda na segunda fase.

No entanto, é válido destacar que essa sequência não é um problema exclusivamente dos homens de defesa do Botafogo, mas sim do sistema defensivo como um todo. Na partida contra o Volta Redonda, por exemplo, o Alvinegro esteve à frente no placar duas vezes, mas não conseguiu segurar o resultado. Não à toa, o técnico Marcelo Chamusca apontou o coletivo como problema a ser trabalho pelo time.

- A gente não teve a consistência defensiva necessária para poder sustentar o resultado. Nos dois momentos nós estivemos na frente e vamos precisar trabalhar. Mas não é só a defesa, é o sistema defensivo como um todo, para começar a partir dos atacantes, depois com a linha de quatro com os extremas e com os volantes. Então, individualizar fica fácil, o importante é a gente olhar o sentido coletivo.

Dessa forma, a partida contra o Macaé surge como uma oportunidade para o Botafogo encerrar essa sequência negativa de oito jogos com a defesa sendo vazada. Isso porque além do time da Região dos Lagos ter apenas um ponto conquistado e um aproveitamento de 3,3% no Campeonato Carioca, também possui o segundo pior ataque da competição - supera apenas o Bangu.

Isso evidencia que o Macaé tem uma média pequena de 0,6 gol por jogo. Além disso, em todos os jogos disputados até aqui no Campeonato Carioca de 2021, a equipe não conseguiu fazer mais do que dois gols em nenhuma partida. Inclusive, em cinco partidas das dez disputadas, o ataque passou em branco.

Portanto, o sistema defensivo do Botafogo precisa, diante de um ataque ineficiente, dominar. É chance que o Glorioso tem de colocar em prática tudo aquilo que treinou na semana e mostrar a consistência defensiva que apresentou ao Rio de Janeiro no começo da temporada.