Chamusca vê Botafogo com 'controle total' em derrota: 'Se empatasse já seria ruim por tudo que criamos'

·2 minuto de leitura


Decepção. O Botafogo, mais uma vez, não conseguiu vencer fora de casa. O Alvinegro foi superado pelo CRB nesta terça-feira por 2 a 1 no Estádio Rei Pelé, em partida válida pela 10ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Após o duelo, o treinador Marcelo Chamusca afirmou, em entrevista coletiva, que o Glorioso teve mais presença no e volume ofensivo.

- Nós tivemos controle durante todo o jogo. No primeiro tempo, o CRB teve mais posse, mas foi muito na linha defensiva. Tiveram posse mas sem construção de oportunidade, nosso goleiro não trabalhou. Tomamos um gol muito rápido no segundo tempo, mas mesmo assim tivemos controle total do jogo. Nós finalizamos quase o dobro do adversário. Isso tem sido uma tônica, a gente tem a maior parte das oportunidades, mas estamos pouco efetivos. Se a gente empatasse esse jogo hoje já seria ruim por tudo que criamos - afirmou.

Chamusca reconhece: o ideal é vencer, ter resultado positivo. Para o técnico, contudo, o desempenho que o Botafogo vem colocando dentro de campo não está refletindo nos placares que a equipe constrói.

- Hoje, por exemplo, tivemos um resultado ruim dentro de um jogo que a gente foi absoluto em tudo. O adversário chutou três bolas e conseguiu definir o jogo em duas bolas. Nós temos que separar um pouco a questão do resultado da questão da performance. O ideal é vencer. Quando estivermos em uma sequência de vitórias, a gente vai estar mais próximo do ideal - analisou.

A equipe voltou a sofrer um gol oriundo de escanteio. Praticamente metade dos tentos sofridos pelo Alvinegro na Série B foram no tiro de canto. Chamusca afirmou que esse problema surgiu após a competição nacional e assume a culpa pelos erros no posicionamento defensivo.

- Esse problema não vem de muito tempo, é da Série B. No Campeonato Estadual tomamos apenas um gol, que eu me recordo, em uma situação de escanteio. Fiz um levantamento de número de escanteios que aconteceram nos jogos. Antes da Série B estávamos muito bem nesse aspecto, mas agora tem sido recorrente. No tempo que a gente tem nós otimizamos para tentar melhorar. É uma responsabilidade que a gente precisa dividir com os jogadores, precisamos melhorar. Não podemos tomar um gol com o adversário dentro da nossa marcação zonal, quem marcou não era forte na bola aérea. O trabalho do treinador é fazer a análise e melhorar nesse aspecto - reconheceu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos