Chamusca trocou o provável acesso do Cuiabá pela demissão do Fortaleza

Alexandre Praetzel
·1 minuto de leitura
Marcelo Chamusca foi dispensado pelo Fortaleza, após nove jogos. Foto: Thiago Ribeiro/AGIF.
Marcelo Chamusca foi dispensado pelo Fortaleza, após nove jogos. Foto: Thiago Ribeiro/AGIF.

O Fortaleza demitiu Marcelo Chamusca, após nove jogos. O treinador teve uma vitória, quatro empates e quatro derrotas. Chamusca deixou um trabalho consolidado no Cuiabá, com um trabalho muito próximo do acesso à Série A, tanto que o Cuiabá ainda é o terceiro colocado, com a presença de Alan Aal.

Chamusca é mais um profissional do futebol que se atrapalha com a própria carreira. Interrompeu algo muito positivo e com boa repercussão por uma substituição arriscada ao ídolo Rogério Ceni, num time que apenas luta para não ser rebaixado. Chamusca achou que conseguiria manter o trabalho, com um estilo totalmente oposto ao de Ceni. Avaliação bastante equivocada.

Agora, Chamusca vai esperar algum clube, enquanto Alan Aal pode curtir os louros de levar o Cuiabá à elite, caso isso seja confirmado. E o Fortaleza vai atrás de outro treinador, girando a ciranda absurda e moedora do futebol brasileiro. De ambos os lados.