Chamusca analisa empate do Botafogo na estreia da Série B e fala sobre gol sofrido: 'Erro coletivo'

·2 minuto de leitura


Na noite desta sexta-feira, o Botafogo empatou com o Vila Nova por 1 a 1, no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, em partida válida pela primeira rodada da Série B. Apesar de ter um jogador a mais durante todo o segundo tempo, o Alvinegro não conseguiu vencer o Tigre e ainda saiu atrás do placar.

Em entrevista coletiva, o técnico Marcelo Chamusca analisou a partida e falou sobre o lance do gol sofrido. De acordo com ele, o gol do Vila Nova foi resultado de uma falha defensiva coletiva. O treinador também explicou que Willian Formiga, não fez a movimentação que geralmente faz em jogadas de escanteio.

> Vai começar o Brasileirão! Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

- Não pode o adversário estar jogando com um jogador a menos e ter um atleta livre na entrada da área para finalizar da forma como ele finalizou. Eles colocaram dois jogadores e fizeram uma jogada curta. Esse atleta que fez o gol, o Willian Formiga, no posicionamento natural, onde a gente analisou as bolas paradas, ele sempre faz uma movimentação de primeiro pau, inclusive, ele movimenta muito bem, ele tem, se eu não me engano 1,85m e tem um bom tempo de bola.

- Nesse momento, ele não foi para a área, ficou como o jogador do primeiro rebote. Nós fomos com dois para a bola curta, mas não sei se te falar com exatidão se foi uma situação trabalhada. Acho que a cobrança veio por baixo e não conseguimos interceptar e aí faltou atenção para que tivesse um rebote melhor posicionado para que o atleta do Vila Nova não finalizasse com tanta liberdade como ele finalizou. Não houve um erro individual, mas sim um erro coletivo que foi induzido por mérito do adversário.

O treinador também destacou que a forma de jogar do Botafogo na Série B não será como essa. Chamusca explicou que, por causa das condições do gramado, a equipe precisou treinar e usar uma nova forma de atuar.

- O campo fez com que a gente treinasse e usasse um plano de jogo, onde a gente tivesse um jogo mais direto, inclusive, pressionamos muito o adversário na sua saída para a gente tentar roubar e já acelerar essa bola no último terço. condição do campo fez com que a gente tivesse que fazer um jogo mais direto, mas não deve ser uma característica (do Botafogo).

O treinador revelou que os próprios jogadores reclamaram das condições do gramado. Assim, de acordo com Chamusca, foi "muito difícil" para os atletas trocar passes e construir as jogadas desde o a defesa.

- Os jogadores reclamaram muito da condição do gramado. Estava bem difícil, a bola estava muito viva, muito difícil de você trocar passes, de você tentar construir a partir da defesa. Então, houve uma orientação de fato pela característica do campo para que a gente acelerasse um pouco mais, fizesse de ligação direta e tivesse um jogo de transição, com uma ênfase um pouco maior.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos