Após chamar jogador da NBA de 'macaco', funcionário do governo grego é demitido

AFP
O jogador grego, de origem nigeriana, Giannis Antetokounmpo, do Milwaukee Bucks
O jogador grego, de origem nigeriana, Giannis Antetokounmpo, do Milwaukee Bucks

A ministra da Educação da Grécia, Niki Kerameus, anunciou nesta sexta-feira (24) a demissão de um coordenador responsável pela educação para refugiados que fez comentários racistas sobre o jogador de basquete grego de origem nigeriana Giannis Antetokounmpo, que joga no Milwaukee Bucks, time da NBA (liga americana de basquete).

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"Condenamos inequivocamente as mensagens de conteúdo racista e muito ofensivo desse educador. Comportamentos como esse não têm lugar em nosso sistema educacional", escreveu a ministra da Educação no Twitter.

Leia também:

Konstantinos Kalemis, coordenador de Educação para Refugiados no campo de Malakassa (norte de Atenas), descreveu o atleta como "macaco" no Twitter, antes de excluir a mensagem.

O funcionário fez essa postagem ao reagir a um documentário em que Antetokounmpo, nascido na Grécia filho de pais nigerianos, denunciava o racismo da sociedade grega.

Nesse documentário publicado no site americano "Bleacher Report", o MVP (melhor jogador) da NBA na temporada 2018-2019 declarou que "a Grécia é um país de brancos em que a vida de um homem da minha cor de pele pode ser difícil" e que poderia haver "muito racismo" em "vários bairros".

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Leia também