CEO do Vasco explica planejamento e promete retomada do protagonismo em 2023

Vasco vai voltar a jogar nos Estados Unidos (Daniel Ramalho/Vasco)


O CEO do Vasco, Luiz Mello, responsável por fazer a ponte da SAF com a 777 Partners, explicou os planos estratégicos para a próxima temporada. O executivo afirmou que o Cruz-Maltino vive uma nova era e que voltará a ser protagonista no futebol brasileiro, mas será necessário um tempo para isso acontecer.

- O Vasco é do tamanho desses clubes (Palmeiras e Flamengo), mas estamos em um processo. Seria leviano prometer que ganharemos tudo no próximo ano. Flamengo e Palmeiras demoraram um tempo para ganhar os títulos. Vamos ter que trazer novos jogadores. O Botafogo contratou quase 20 jogadores e isso demanda um tempo. Pode ser que no primeiro momento o Carioca pode servir como experiência e depois, com a janela, fazer o refino. O que não pode é trazer 20 jogadores toda hora. Contratamos jogadores por um ano, alguns com renovação, mas não podemos repetir esse processo. O Vasco vai voltar a ser protagonista, mas vai demorar um tempo.

+ Vasco terminou em 4º; confira como terminou a Série B

Luiz Mello não quis se aprofundar no planejamento do futebol, área do diretor esportivo Paulo Bracks, que concederá entrevista coletiva ainda essa semana. No entanto, o CEO será o administrador dos recursos, que serão fartos a partir do ano que vem. Questionado pela reportagem sobre o investimento de até R$ 1,9 bilhão em 2026, informação do LANCE!, o executivo desconversou, mas afirmou que não faltarão recursos para cumprir o objetivo de fazer o Vasco ser protagonista novamente.

- Na negociação, R$ 700 milhões serão para investimentos, R$ 700 milhões para pagamento de dívidas. Faremos o aporte necessário para ser protagonista e desenvolver os talentos. Não vou entrar no mérito dos números. Vou deixar de lado. Temos dois caixas. Antes era um só para tudo. Agora um serve para investimentos e outro para pagar dívidas. Todo mundo sabe do potencial do Vasco e a melhor forma de mostrar isso é com investimento. Queremos o protagonismo a partir do ano que vem.

O protagonismo do Vasco será construído não só com contratações de peso. Luiz Mello explicou que investimento em estrutura será fundamental neste processo, como as obras no CT Moacyr Barbosa que já começaram.

- Temos dois CTs de concessões publicas, tem uma transição da Prefeitura, do clube para a SAF. Temos um cronograma interno para melhorias. Os dois campos estão em obras. Em 45 dias, seja verticalizado, em janeiro, o regresso dos jogadores. No caso de Caxias, é outra concessão, federal, que estamos no trâmite para fazer a transferência. A gente quando tiver a segurança jurídica, vamos fazer os investimentos necessários.

Por fim, Luiz Mello agradeceu aos torcedores reiterou que é necessário respeitar os processos

- A gente tem que agradecer, pedir mais coisas é difícil. Há 20 anos eles estão sofrendo com os problemas do clube e mesmo assim estão do lado. Agradecer por terem segurado esse grupo de jogadores. Visando para frente, é ter ambição. O Vasco quer ser protagonista. Não teremos voos de galinha. Teremos metas e depois melhoraremos essas metas. Vamos melhorar a estrutura do profissional, da base, daremos todo o suporte para que os atletas entreguem. Se a gente conseguir os títulos, conquistaremos o quanto antes. Estaremos no caminho certo para as conquistas.