CEO do Twitter libera funcionários para trabalharem de casa 'para sempre'

Yahoo Finanças

Em um e-mail enviado a funcionários nesta terça-feira (12), o CEO do Twitter, Jack Dorsey, oficializou o home office como política da empresa. Segundo o executivo, qualquer funcionário que quiser poderá continuar trabalhando de casa indefinidamente mesmo após o fim da pandemia de coronavírus.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Siga o Yahoo Finanças no Google News

A medida, porém, vale apenas para funcionários cuja presença na sede da empresa não seja essencial. Trabalhadores de manutenção e limpeza, por exemplo, não ganharão o home office vitalício. Segundo o Twitter, seus escritórios não devem reabrir pelo menos até setembro.

Leia também

“Temos pensado muito em como abordamos isso desde que fomos uma das primeiras empresas a mudar para um modelo de trabalho remoto", disse um porta-voz da empresa em nota. "Continuaremos a ser e continuaremos colocando a segurança da nossa equipe e comunidade em primeiro lugar."

O Twitter vem encorajando funcionários a trabalhar de casa desde o início de março, antes da pandemia de coronavírus forçar o fechamento de escritórios da empresa em todo o mundo. Na época, a chefe de recursos humanos da companhia, Jennifer Christie, disse que eles "nunca mais seriam os mesmos".

"As pessoas que tinham receio de trabalhar remotamente descobrirão que na verdade prosperam dessa maneira", disse Jennifer. "Os chefes que não pensavam que poderiam gerenciar equipes remotas terão uma perspectiva diferente. Acho que não vamos voltar atrás."

Dorsey já planejava colocar o Twitter em um esquema de trabalho "descentralizado" há meses, mas parece que a pandemia o forçou a adiantar a implementação da ideia.

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também