CEO da F1 diz que planos de GP em Miami não foram descartados

Adam Cooper
·3 minuto de leitura

A Liberty Media segue com a pretensão de aumentar a presença da Fórmula 1 nos Estados Unidos, mirando a inclusão de uma segunda prova no país, um GP em Miami em um circuito de rua. E segundo o CEO da F1, Chase Carey, os planos para a prova estão em suspensão devido à pandemia, mas insiste que a ideia não foi descartada.

A Liberty tinha a pretensão de introduzir a prova, que seria realizada ao redor do estádio do Miami Dolphins, time da NFL, em 2021, apesar de resistência de moradores locais e políticos. Porém, com a pandemia, a F1 e os donos do Dolphins chegaram a um acordo de esperar até que o impacto a longo prazo do vírus se tornasse mais claro.

Leia também:

F1: Equipes estão divididas sobre formato de dois dias para GPs CEO da F1 defende que saída da Honda foi decisão econômica da montadora F1: Ferrari admite que será "muito difícil" lutar pelo terceiro lugar entre construtores

A situação de Miami cria um contraste com a Arábia Saudita, com os planos para uma nova corrida de rua em Jeddah sendo confirmado na última quinta (06).

"Seguimos engajados com Miami", disse Carey a analistas de Wall Street. "Tivemos inclusive uma reunião com os líderes do Grupo Dolphins há algumas semanas. Ambos os lados decidiram que era melhor seguir com cautela quando o vírus surgiu e tentando chegar a uma situação onde teríamos mais clareza sobre como proceder".

"Seguimos muito animados com a oportunidade em Miami. Mas ambos os lados sentiram que é mais prudente seguir apenas quando tivermos confiança".

"Em vez de lançarmos de uma vez, como geralmente é feito com corridas novas, achamos que o certo era fazer tudo com calma, até termos mais visibilidade, seja com vacinas ou tratamentos, testes... E, no final, o crescimento do esporte nos Estados Unidos, não é um processo de doze meses, é algo a longo prazo, como vínhamos falando".

"Para nós, é mais importante fazer certo do que rápido. E o vírus obviamente traz desafios, então precisamos analisar tudo. Certamente seguimos animados e vamos monitorar o ambiente antes de decidir quando seguirmos com o próximo passo".

Carey falou ainda sobre o calendário de 2021, seguindo otimista com a perspectiva de iniciar em Melbourne em março, com Bahrein, China e Vietnã na sequência.

"Temos boas sensações sobre o próximo ano. Nossos primeiros eventos são os que mais tivemos conversas aprofundadas. Todos parecem confiantes sobre ter fãs, em eventos mais próximos do normal. Estamos vendo entusiasmo, mas ainda há muita incerteza".

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Pai de Verstappen 'mete a colher' e aponta quem prefere entre Pérez x Albon x Hulk para vaga da RBR

PODCAST: Hamilton blefa ou fala a verdade ao ameaçar deixar a F1?

Your browser does not support the audio element.