Centro de treinamento da seleção de Portugal é convertido em hospital para Covid-19

Catarina Demony
·1 minuto de leitura
Funcionária em trajes de proteção na Cidade do Futebol, centro de treinamento da seleção de Portugal, que foi convertido em hospital para tratamento da Covid-19

Por Catarina Demony

LISBOA (Reuters) - Alguns meses atrás, Cristiano Ronaldo teve que se isolar no centro de treinamento da seleção portuguesa, próximo de Lisboa, por ter sido diagnosticado com Covid-19.

Agora, as mesmas instalações com jeito de hotel foram convertidas em um hospital improvisado para ajudarem na luta contra uma disparada devastadora de infecções da doença.

Cerca de 20 pacientes de Covid-19 estão recebendo cuidados nos mesmos quartos em que jogadores como Ronaldo se hospedam para se preparar para partidas.

Quando os pacientes chegam ao complexo da Cidade do Futebol, uma sacola de brindes os aguarda com livros sobre futebol e um cachecol da seleção. Quando têm alta, eles levam para casa uma camisa com o nome impresso nas costas.

"Quando as pessoas chegam aqui, acham que estão de férias, e não em uma situação de recuperação... é um lugar ótimo", disse o doutor Radic Nordin perto de um dos campos de futebol, que podem ser vistos das sacadas dos quartos.

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) decidiu transformar o centro de treinamento em temporariamente em um hospital algumas semanas atrás, quando unidades de saúde de toda o país de pouco mais de 10 milhões de habitantes começaram a atingir seus limites.

Portugal, que até agora relatou um total de 13.017 mortes e 731.861 casos de Covid-19, tem a segunda maior média móvel de mortes per capita a cada sete dias do mundo, de acordo com o site de monitoramento de dados ourworldindata.org.

(Por Catarina Demony, Miguel Pereira e Pedro Nunes)