Centralização de dívidas: Botafogo deposita 20% da receita mensal para pagamento aos credores

·1 minuto de leitura


Através de uma nota oficial divulgada nesta quinta-feira, o Botafogo informou que realizou o depósito do valor referente a 20% da receita mensal para o pagamento aos credores. Isso ocorre semanas depois de o clube ter o pedido junto ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro acatado para centralizar todas as dívidas cíveis do Alvinegro, suspendendo as execuções cíveis - conhecidas como penhoras (veja mais aqui).

- O Botafogo dá um importante passo no equacionamento de suas dívidas e mostra responsabilidade à Justiça e aos credores com os compromissos firmados. É uma demonstração clara para sócios, torcedores, colaboradores, credores e investidores da seriedade e compromisso desta gestão, e da viabilidade do BFR - destacou o CEO Jorge Braga.

Nos requerimentos da recente vitória na Justiça, o Botafogo se baseou na "Lei do Clube-Empresa" (Nº 14.193/2021), a Sociedade Anônima do Futebol. Agora, os credores do Botafogo são organizados em uma espécie de "fila", ao invés de todo o valor ser cobrado de uma vez só, como em uma execução de quase R$ 50 milhões no mês passado.

> Confira a tabela e os jogos da Série B

No comunicado, o clube sublinha ainda que a versão final da Lei da SAF foi publicada no Diário Oficial da União na última quarta-feira (6).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos