Ceni vira zagueiro em treino do São Paulo; Buffarini inicia transição

O São Paulo treinou na manhã deste sábado com os portões fechados no CCT da Barra Funda. Segundo o site oficial do clube, o técnico Rogério Ceni priorizou o aprimoramento das finalizações dos atacantes tricolores. A atividade ainda marcou o início do processo de transição do lateral direito Buffarini.

Na primeira parte do treino, Ceni dividiu o elenco em dois grupos, trabalhando com aquele que era composto apenas por jogadores de frente no campo principal do CT. Enquanto isso, o auxiliar Michael Beale orientou uma atividade em campo reduzido com os outros atletas.

Bastante participativo, o comandante tricolor iniciava as jogadas pelo meio até que a bola chegasse aos armadores pelas pontas. Os meias, então, cruzavam para os atacantes concluírem a gol.

Em seguida, já com todo o grupo à disposição, o treinador comandou um trabalho tático, durante o qual realizou diversas alterações. Por fim, promoveu mais uma atividade de finalizações, em que era responsável pela marcação dos atacantes, que tinham de passar por ele e chutar a gol.

A novidade do dia foi a presença do argentino Buffarini no campo. Recuperado de um estiramento no músculo adutor da perna esquerda, ele iniciou o processo de transição do Reffis para o gramado e correu em volta do campo sob a supervisão dos fisioterapeutas.

O lateral direito não participa de uma partida desde o dia 13 de abril, quando o São Paulo perdeu por 2 a 0 para o Cruzeiro, no Morumbi, pelo duelo de dia da quarta fase da Copa do Brasil. Desde então, desfalcou o time do Morumbi nos três últimos compromissos.

Após quatro dias seguidos de trabalho nesta intertemporada forçada, o Tricolor se reapresentará nesta segunda-feira, às 14h30 (de Brasília), no CCT da Barra Funda, onde dará sequência à preparação para o embate com o argentino Defensa y Justicia, em 11 de maio, no Morumbi, pelo jogo de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana e para a estreia no Campeonato Brasileiro, três dias depois, diante do Cruzeiro, no Mineirão.