Ceni vê aplausos justos para goleiro, mas lamenta 'pior atuação do time'

O São Paulo completou neste sábado seu 15º jogo na temporada. E a marca chegou com a pior atuação da equipe. A análise é do próprio técnico Rogério Ceni, frustrado com o empate em 1 a 1 com o Ituano pela nona rodada do Campeonato Paulista. Resultado que atrasou a classificação para as quartas de final e impediu os planos de escalar time alternativo no próximo jogo.

- Foi nossa pior atuação desde que eu assumi. Não conseguimos, talvez por ter jogado quarta e viajado quinta o dia todo, com um treino só, ter um bom desempenho. Até reagimos no fim, mas o Ituano também criou muitas oportunidades. Foi atípico, nosso jogo menos intenso e mais fraco - disse o treinador, antes de completar:

- Se tivéssemos vencido, planejava tirar alguns contra o Botafogo (às 21h45 de quarta-feira), mas temos uma vantagem que não nos dá esse direito (quatro pontos para o Red Bull Brasil, terceiro colocado do Grupo B). Perderemos três jogadores por seleções (Pratto, Buffarini e Cueva), lesões de Rodrigo Caio, Maicon, Sidão... O Paulistão só permite 25 jogadores de linha, perdemos seis e isso diminui nossa força, principalmente para a parte física. Precisamos de pontos contra o Botafogo, mas estamos desgastados. Não tivemos nenhuma semana livre para descansar mais, então precisamos compensar essas ausências, com Gilberto no ataque, Chavez... Mas na lateral só teremos dois sempre. Para o meio, é questão de escolher um sistema que se encaixe melhor aos jogadores à disposição, sem o Cueva.

Mas o sábado também guardou um alento para Ceni e a torcida do São Paulo que foi ao Morumbi. O goleiro Renan Ribeiro teve boa atuação e, com três defesas difíceis, evitou resultado pior em seu primeiro jogo como titular no ano e desde novembro de 2016. Assim, cavou nova chance para encarar o Botafogo na cidade onde nasceu.

- Ótimo jogo, com uma defesa importante em cada tempo, outra com o rosto. E deu azar no lance do gol, quando fez uma boa defesa parcial. Tem a possibilidade de seguir contra o Botafogo, ainda mais que é a cidade dele, Ribeirão Preto. Não tenho pressa para decidir isso. Posso afirmar que fez um bom jogo, merecedor de aplausos da torcida, como foi o Denis contra o ABC para nos dar a classificação na Copa do Brasil - destacou.

Confira outros trechos da entrevista coletiva de Rogério Ceni:

Torce para Cueva, pendurado na seleção peruana, levar o segundo amarelo contra a Venezuela e voltar para o clássico de domingo contra o Corinthians?



Torço pelo sucesso dele e do Pratto, que também está pendurado. Eles merecem pelo que fazem aqui. Que voltem bem e sem lesão, porque teremos um mês de abril só com decisões.

Tem sido mais difícil do que o esperado poupar os jogadores?
Joguei o Buffarini na lateral esquerda para segurar o Júnior, que precisaria fazer os três próximos pela ausência do Buffarini, mais as decisões em abril. Não tinha como. Tento rodar os laterais ao máximo, porque uma lesão nos prejudicaria demais no Paulista, onde não posso nem puxar um menino da base por causa do regulamento. Tenho que cuidar da parte física deles. E todos sabemos que o Buffarini é melhor na direita, mas só temos um lateral-esquerdo que não pode jogar 90 minutos todos os jogos.











E MAIS: