Ceni sai em defesa de Gustavo Henrique e mostra alívio com vitória: 'Era mais do que necessária'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·4 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Rogério Ceni alcançou a sua segunda vitória sob o comando do Flamengo, neste sábado, diante do Botafogo, por 1 a 0, no Estádio Nilton Santos e pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após o confronto, que deixa o Rubro-Negro com 42 pontos e sólido na disputa pelo título, o treinador não escondeu um alívio e o quão significativo era o triunfo nesta noite para a confiança do elenco, além de sair em defesa do contestado Gustavo Henrique.

- Era importante jogar bem. Acho que o time controlou o jogo como um todo. Vamos ficar com a imagem daquela falta, a expulsão no fim do jogo. Mas, como um todo, o Flamengo teve o controle do jogo, propôs, tentou, teve as melhores oportunidades. O finalzinho do jogo teve um suspense grande, se a gente tivesse feito o segundo gol teríamos definido. Eu queria mais gols, mas acho que o time controlou bem o jogo, teve a posse, o controle. O Botafogo se defende muito em linha baixa, é difícil penetrar - falou, emendando:

- Temos que melhorar, mas a vitória era muito importante. Era mais do que necessária. A gente comprou, hoje, com essa vitória, oito dias de trabalho para se preparar bem para o jogo contra o Santos.

Rogério Ceni também apoiou Gustavo Henrique, que tem tido respaldo do técnico mesmo com falhas sequenciais na zaga rubro-negro, e que foi expulso no clássico de hoje - na reta final do jogo.

- Num dos momentos cruciais, ele fez o correto no momento correto. Tivemos um pequeno erro, e ele corrigiu mesmo tendo de se sacrificar. Eu acompanho o treinamento de todos os zagueiros. Trabalho a linha de quatro atrás, tenho me dedicado bastante. Hoje foi um dia importante, porque há muito tempo o Flamengo não fechava um jogo sem tomar gols.

- Eu acompanho todos os dias e quero o melhor para o Flamengo. Outros jogadores vão ter as oportunidades. Neste momento, pelo entendimento, pelo dia a dia, pelo que conheço do jogador, o Botafogo vinha com jogadores acima de 1,90m. Ele tem bola aérea boa e cabeceio superior ao de outros jogadores. Ele foi importante nesse tipo de jogada. Fez boa partida, ajudou a equipe - completou o treinador.

> Confira e simule a tabela do Campeonato Brasileiro

Agora o Flamengo, na terceira colocação, receberá o Santos, no próximo domingo, no Maracanã. Será a primeira vez que Ceni terá uma semana cheia para treinamentos desde que chegou para substituir Domènec Torrent.

Confira outros trechos da entrevista coletiva:

Há pacto com o elenco pelo Brasileiro?

- O pacto que se tem aqui é com o Flamengo. Tanto meu com o clube e os atletas com o clube. Na figura de treinador, eu me incluo nesse pacote. O que posso falar desses caras... Sei que o torcedor pode pensar em falta de interesse, acomodação, isso não existe.

- Eles são bons de trabalhar, eles querem treinos, novas ideias. Contra o Racing, treinamos pênaltis até 12h. Gostam de informação. Eles têm interesse em fazer o Flamengo campeão. O pacto maior que existe é pelo Flamengo campeão.

Problemas de finalização

- Continuar trabalhando finalização. É uma das coisas que procuro fazer diretamente. Duas vezes por semana, eu, pessoalmente, cruzo de 200 a 250 bolas eles. É a questão do detalhe, assim como foi contra o Racing. É algo que foge do controle. Com jogos seguidos, não tenho condições de trabalhar tanto com eles. Nesta semana, talvez, com oito dias, a gente tem seis dias de trabalho mais intenso para que a gente possa incluir também esses jogadores na finalização. Nada na vida se consegue sem repetição. Vamos trabalhar.

Momento psicológico pós-eliminações

- Pela partida que fizemos contra o Racing, merecíamos estar na Libertadores. Era muito importante para mim estar naquela competição. Não posso voltar ao passado, não posso ficar remoendo. O primeiro e o segundo dias são difíceis, tem aquele silêncio...

- É um grupo com certa experiência, que já passou por conquistas e derrotas doloridas, como foi essa. É importante para conseguir assimilar o que pretendia para o futuro, infelizmente ficar no caminho, essa experiência ajuda a entrar novamente num campeonato que se tornou único. É o que a gente tem, vamos brigar jogo a jogo para conquistar esse título brasileiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos