Ceni explica saída de Michael e desabafa: 'No jogo passado, deixei e perguntaram o porquê tinha deixado'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Ao analisar o revés por 1 a 0 diante do Fluminense, neste domingo, com gol sofrido aos 45 minutos do segundo tempo, Rogério Ceni lamentou a derrota após "equilíbrio" na etapa final do jogo realizado neste domingo, na Neo Química Arena e pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro. Além disso, desabafou e usou até de ironia quando questionado acerca do motivo de ter tirado Michael no decorrer do clássico.

- Nem por cansaço nem por opção técnica, foi por opção tática. Curiosamente, no jogo passado, eu deixei e perguntaram o porquê eu tinha deixado.

- Depois que eu vi que o Fluminense fez as trocas, nós colocamos o Thiago Maia e o Max para recompor um pouco, para não tomar contra-ataques. Deixamos três homens de frente: Muniz, Pedro e Bruno Henrique. O objetivo? Vencer o jogo. Infelizmente, num contra-ataque, perdemos - completou.

+ Veja a tabela completa do Brasileirão

Com o resultado desta tarde, o Flu sobe para sétimo, com 13 pontos, e fica à frente do Fla - em oitavo, com 12 e dois jogos a menos. O Rubro-Negro, agora, visita o Atlético-MG às 19h desta quarta-feira, no Mineirão, pela 10ª rodada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos