Ceni está ‘confirmado’ e escala goleiro que nunca jogou em Itaquera

Desde que o Corinthians inaugurou seu estádio, em Itaquera, o São Paulo já visitou o alvinegro cinco vezes. Mas, de todos esses Majestosos, Rogério Ceni disputou apenas um deles, e a ausência do ídolo são-paulino sempre foi motivo para boatos nos bastidores e sarro entre torcedores. Neste domingo, pelo jogo de volta da semifinal do Campeonato Paulista, não há dúvida. Agora técnico, o ex-goleiro fará sua estreia à beira do campo corinthiano, onde certamente sofrerá com as hostilidades durante todo o confronto, já que a arquibancada fica, aproximadamente, apenas a dois metros do banco de reservas.

Em setembro de 2014, o clássico pelo Campeonato Brasileiro poderia ter marcado a estreia de Rogério Ceni na casa recém-inaugurada do rival. À época, porém, o então capitão do São Paulo acusou uma tendinite no joelho e não participou da derrota de seu time por 3 a 2, de virada.

O primeiro semestre do ano seguinte o São Paulo marcou a única oportunidade que Rogério Ceni atuou em Itaquera. Mesmo assim, de novo a equipe do Morumbi sucumbiu, dessa vez por 2 a 0, em confronto válido pela Copa Libertadores da América daquele ano.

Ainda em 2015, já em novembro, veio aquela que é uma das maiores vergonhas para o torcedor tricolor. Logo após se confirmar como campeão Brasileiro, o Corinthians recebeu o São Paulo e, apesar de atuar apenas com reservas, aplicou uma histórica goleada por 6 a 1. Dores no tornozelo direito explicaram mais uma falta de Rogério Ceni em Itaquera.

Em 2016, foram mais dois clássicos: os donos da casa venceram um, 2 a 0, e o São Paulo arrancou um empate no outro, 1 a 1. Entretanto, em ambos a escalação do atual técnico tricolor sequer foi cogitada, pois o mesmo se aposentara ao fim da temporada anterior.

Neste domingo, a partir das 16 horas, o responsável pela meta são-paulina também deve ser um estreante. O treinador segue evitando cravar o goleiro titular da sua equipe, por isso tem até promovido um rodízio, mas tudo indica que Renan Ribeiro terá sequência. Em 2015, Renan era cotado para substituir Rogério Ceni no gol, mas foi cortado em cima da hora por causa de uma tendinite no músculo posterior da coxa esquerda.

Denis, goleiro tão contestado no São Paulo, foi quem mais defendeu o clube em Itaquera. Foram quatro jogos, com um retrospecto negativo de três derrotas e um empate, além de 12 gols sofridos. Neste domingo, Denis deve ser opção no banco de reservas.

Vale destacar que, contando apenas com os atletas relacionados, os remanescentes do time que conseguiu o melhor resultado para o São Paulo até hoje, em Itaquera – aquele 1 a 1 pelo Brasileirão de 2016 -, são: Denis, Bruno, Rodrigo Caio, Maicon, Lucão, Lugano, Thiago Mendes, Wesley, João Schimdt, Luiz Araújo, Cueva e Gilberto. Já na pior derrota do Tricolor na Zona Leste paulistana – o 6 a 1 pelo Brasileirão de 2015, ainda fazem parte do elenco: Denis, Bruno, Rodrigo Caio, Lucão, Thiago Mendes, João Schimdt e Wesley.