Ceni destaca atuação de Luan no São Paulo e brinca: 'Sou visionário, coloquei ele para fazer o gol'

Luan festeja o seu gol salvador: nome gritado nas arquibancadas do Morumbi (Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC)


A vitória por 2 a 1 do São Paulo sobre o Atlético-GO teve um nome: o volante Luan. De fora ao todo de 38 partidas no ano por contusão, a cria de Cotia entrou no decorrer do duelo desta quinta-feira (27), no Morumbi, e fez o gol da vitória tricolor aos 49 minutos do segundo tempo.


+ Confira as notas aos jogadores do São Paulo na vitória sobre o Atlético-GO dadas pela equipe do L!

Nos vestiários após a partida, o técnico Rogério Ceni enalteceu o seu camisa 8. E brincou que já havia premeditado a entrada do jogador para fazer o gol redentor.

- Eu acho que repito o que já falei antes. O Luan para mim é o jogador que mais domina a posição. O Luan jogou os minutos que ele tinha condições de jogar. Eu já imaginei que ia ter aquela bola naquele final de jogo, e como um treinador visionário, coloquei ele para fazer o gol da vitória (risos). O Luan jogou o tempo que tinha para jogar... É uma brincadeira, claro.

Para o treinador, que pouco teve a chance de trabalhar junto de Luan nesta passagem pelo clube, por conta dos problemas de contusão, tudo se encaminha para que o jogador vire de vez o dono da posição.

- Eu sei que as pessoas querem o Luan em campo, eu também quero, mas é uma coisa que vai depender dele. Ele precisa aprimorar a forma física, porque o conhecimento da posição ele tem. E foi coroado com o gol hoje. O gol dele mantém o São Paulo na briga por posições mais altas.

A vitória mantém o São Paulo em oitavo lugar, com 50 pontos, a dois do nono, o Fortaleza, e um atrás do Atlético-MG, com quem faz um confronto direto na próxima terça-feira (1/11), novamente no Morumbi, às 21h30 (de Brasília).

Além de Luan, Ceni projeta dificuldades para escalar o Tricolor levando em conta o número de atletas lesionados no plantel.

- Alguns jogadores vêm de lesão, alguns jogadores machucados, outros voltando como o caso do Moreira e Luan, que fizeram cirurgias. Têm vários jogadores que ainda não conseguem jogar noventa minutos completos. Isso faz com que a gente não tenha rodado tanto o elenco nos últimos jogos. Vamos enfrentar o Atlético-MG, que está na nossa frente, e vamos precisar dessa vitória aqui no Morumbi. Vai ser um jogo difícil. Mas eu não digo que o São Paulo não entra sem chances de vencer. Vai ter dificuldades como teve contra o Juventude, como teve hoje contra o Atlético-GO, que tem que ser valorizado.

> Confira classificação, jogos e simule resultados do Brasileirão-22
> Conheça o novo aplicativo de resultados do LANCE!