Ceni defende Maicon e Rodrigo Caio após polêmica com fair play

Analisamos os números dos treinadores demitidos na Série A 2017, e o ex-comandante de Palmeiras e Atlético-PR teve o melhor aproveitamento

Após a eliminação do São Paulo para o Corinthians no Campeonato Paulista com o empate em 1 a 1 em Itaquera, Rogério Ceni fez questão de sair em defesa da sua dupla de zaga ainda sobre a polêmica envolvendo o fair play de Rodrigo Caio no jogo de ida da semifinal. O comandante também aproveitou para defender Maicon.

Na ocasião, Luiz Flávio de Oliveira foi informado por Rodrigo Caio que havia sido ele que tinha pisada na perna de Renan Ribeiro e não JÔ. Com isso, o árbitro retirou o cartão, que o tiraria do jogo por suspensão. Neste domingo (23), o atacante corintiano fez o gol do Timão no duelo.

“Teve zero repercussão. Nenhum jogador ficou contra. Assunto de vestiário é tratado no vestiário. O Rodrigo Caio tem consciência de que fez a coisa certa. Não é isso que muda o caráter de uma pessoa, ele continua sendo o mesmo jogador para mim”, afirmou.

“Você escolhe a decisão do Maicon ou a do Rodrigo? Respeite como cada um pensa o lance. A grande virtude é saber conviver com pessoas de diferentes pensamentos. Rodrigo e Maicon são extremamente amigos, mas com opiniões diferentes. Trataram o depoimento do Maicon como se fosse um crime”, completou.

Por fim, Rogério negou que tenha faltado fair play po parte de Jô por conta do gol polêmico do Corinthians no Majestoso.

“Como o cara vai saber se estava impedido ou não? Depois que marca um gol, não pode voltar do intervalo e dizer que estava impedido. Não vi falta de fair play. Houve bolas divididas, um jogo pegado num campo rápido. Em nenhum momento eu vi falta de fair play com o São Paulo”, finalizou.