Ceni cutuca árbitro e avalia desempenho do São Paulo em clássicos: ‘Melhor em dois de três’

O técnico Rogério Ceni analisou a atuação do São Paulo no empate em 1 a 1 com o Corinthians, neste domingo (26), no Morumbi, pela 11º rodada do Campeonato Paulista, e aproveitou para cutucar a atuação do árbitro Vinicius Furlan

“Resultado justo ou injusto, o que vale é o que acabou e pronto. Jogamos bem, tivemos posse de bola, iniciamos as jogadas, pressionamos o adversário. Ótimo primeiro tempo, depois caímos um pouco no segundo. Depois que fizemos o gol, não conseguimos ter o mesmo controle de bola. Faltou controle de jogo”, avaliou.

“Não vale a pena eu tecer comentários. O que eu tinha para falar eu falei para o árbitro. Tem dias que as coisas não dão certo para um profissional. Hoje não foi um dia tão feliz para ele... Para o árbitro eu só disse que foi uma jornada infeliz dele. Ele disse ‘mas eu deixei meu suor aqui’. Eu respondi ‘eu também deixo o meu todo dia no CT’. Mas às vezes você faz uma pergunta ruim, eu um treino mal feito e ele uma arbitragem mal feita”, completou.

Rodriguinho, Pablo e Wellington Nem - São Paulo x Corinthians - 26/03/2017


(Foto: © Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

Na visão do treinador, o São Paulo foi melhor em dois dos três clássicos que disputou na fase de grupos do Paulistão.

“Os clássicos são importantes, porque são referências futuras do que teremos pela frente. Só fomos superados pelo Palmeiras, fora de casa, um time que é o atual campeão brasileiro, que tem o maior investimento. E não tínhamos o Cueva, como não tínhamos hoje (domingo). Fomos superiores em dois dos três jogos, jogando duas vezes fora de casa. É essa a avaliação que eu faço”, finalizou.