Celtics viram na prorrogação e abrem 2 a 0 em cima dos Wizards

Jogando no TD Garden, o Boston Celtics venceu na prorrogação o Washington Wizards por 129 a 119, nessa terça, no jogo 2 da semifinal da Conferência Leste da NBA, liga norte-americana de basquete. Com o resultado, a equipe de Massachusetts abriu 2 a 0 e se coloca em boa posição para a continuidade da série. Agora o confronto vai para Washington e as duas equipes voltam a se enfrentar no Verizon Center na quinta-feira, às 21 horas (de Brasília).

John Wall até tentou dar sorte melhor aos Wizards com mais uma grande partida. Foram 40 pontos e 13 assistências. Mas Iaiah Thomas estava mais inspirado ainda. O astro dos Celtics terminou o jogo com 53 pontos, quatro assistências e quatro rebotes.

O jogo

O Boston Celtics fez um primeiro quarto ruim e saiu no prejuízo. Além de ter sofrido nove turnovers, a equipe mandante viu os Wizards marcarem 42 pontos e abrirem 13 pontos de vantagem após os primeiros 12 minutos de partida. Vale destacar que os visitantes foram muito bem, acertando seis cestas de três e errando apenas três arremessos desse tipo.

Brad Stevens fez a lição de casa no intervalo entre os períodos e a franquia de Massachusetts conseguiu ir para o intervalo com um déficit de apenas três pontos. Com a mudança de postura, os mandantes foram aos poucos cortando a diferença de pontos e chegaram até a assumir a liderança do placar, entretanto uma boa reta final dos Wizards garantiu o 67 a 64 após a primeira metade do jogo.

Após um início promissor dos Celtics, a equipe visitante conseguiu emplacar uma boa sequência de cestas e construiu uma vantagem de dez pontos os primeiros minutos do terceiro período. Apesar disso, os mandantes se recuperaram no quarto e conseguiram levar a partida para os últimos 12 minutos em 89 a 84 para os Wizards.

No último quarto, a partida seguiu muito parelha, com o famoso “lá e cá”, até que os Celtic emendaram cestas com Al Horford, Thomas e Bradaley. Mesmo assim, os Wizards não se abateram, buscaram o prejuízo e retomaram a dianteira. O equilíbrio se manteve até o fim e o tempo regulamentar encerrou com o placar empatado em 114 a 114.

Na prorrogação não teve para ninguém. O baixinho do Boston Celtics brilhou, deu show e levou a sua equipe para mais uma vitória. Com uma virada incrível, o time da casa teve apenas o trabalho de administrar sua vantagem, que nos minutos finais chegou a dez pontos, diante do desespero dos visitantes em atacar já de uma forma não tão organizada. Final de partida: 129 a 119 e 2 a 0 na série semifinal.