Celso Roth critica 'onda' de treinadores estrangeiros no Brasil: 'Acham que brasileiro não tem mais qualidade'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Em entrevista à 'Central do Mercado' nesta quinta-feira, Celso Roth criticou a recente 'onda' de treinadores estrangeiros no Brasil. O técnico questionou a quantidade de títulos conquistados pelos europeus fora do país e também destacou a falta de profissionais de outros continentes, como África e Ásia.

- Dirigente acha agora que treinador brasileiro não tem mais qualidade. Aí vai buscar quem ganhou o que? Jesus ganhou quantas vezes a Copa da Europa? Paulo Sousa ganhou quantas vezes? Se é para trazer gente, é para trazer gente que qualifique nosso futebol - questionou o técnico. 

Leia também:

- O Flamengo melhorou o que com o Jesus? Fora a qualidade técnica dos jogadores e do time. Não é nada contra ninguém. Temos que ter gente que qualifique. Mundo é África, Ásia, América do Sul e também Europa, não só Europa. Temos que acompanhar o futebol e sua evolução, sua literatura. Isso é fundamental para o treinador estar com o conhecimento em dia - continuou o treinador. 

- Queremos qualidade. Com exceção do Jesus e do Abel, que estava questionado antes da Libertadores e ganhou porque fez um esquema retroativo e ganhou, temos que analisar. Jesus sempre foi 'questionadíssimo' em Portugal e teve a felicidade de chegar na hora certa e com o time bom, não tirando o mérito do Jesus. Quem faz as escolhas tem que ter cuidado - completou Celso Roth. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos