Celso Barros chama Ganso de 'sonso', o acusa de tentar derrubar técnicos e dirigentes no Fluminense e alfineta Mário

·2 minuto de leitura


Titular na partida entre Fluminense e Grêmio, o meia Paulo Henrique Ganso reclamou após ser substituído por Roger Machado no segundo tempo da derrota por 1 a 0, no Maracanã. Afastado da diretoria desde novembro de 2019, Celso Barros fez duras críticas ao jogador em publicação nas redes sociais neste domingo. O ex-presidente da Unimed Rio chamou o camisa 10 de "sonso" e o acusou de forçar a saída de treinadores e outros membros da diretoria, inclusive dele mesmo.

​- E mais uma vez, o meia Ganso, reclamou ao ser substituído. Quem deveria reclamar é a torcida do Fluminense, porque o atleta em dois anos e meio de contrato, não jogou nada. Além disso Ganso é um sonso. Gosta de derrubar técnicos e até dirigentes. Quando estive no futebol do Flu, ele procurou me indispor com o grupo, porque não se conformava com a saída do técnico Fernando Diniz. Estavam juntos com ele Danielzinho e Gilberto - escreveu.

Veja a tabela do Brasileirão

- Evidentemente, tudo isso aconteceu sob o olhar complacente do presidente "bitcoin". E também do executivo de futebol Paulo Angioni, pessoa de quem gosto, mas que como empregado do clube, se submete às ordens do reizinho. Aliás o jogo Flu x Gremio, foi de uma pobreza técnica impressionante. Enfim, agora é aguardar o jogo contra o Cerro, quando iremos confirmar o que disse em outro post, a nossa classificação para as quartas de finais da Libertadores - completou.

Danielzinho já foi alvo de críticas de Celso Barros em outras oportunidades. O vice-presidente eleito do Flu usa frequentemente as redes para falar sobre o clube, normalmente alfinetando Mário Bittencourt. Os dois tiveram diversas divergências antes do afastamento, que foi culminado em novembro de 2019, quando Barros defendia a demissão de Marcão e Bittencourt bancou o trabalho.

Ganso foi substituído por Roger aos 24 minutos do segundo tempo, dando lugar a John Kennedy. De acordo com o repórter que fazia a transmissão da partida no Premiere, o meia teria dito que "toda vez que tem substituição sou eu que saio. Sempre eu, sempre eu". Em entrevista coletiva, o técnico Roger Machado minimizou o episódio e pediu que não haja polêmica.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos