CBF envia parecer em que assume erro de arbitragem no duelo entre Vasco e Bahia no último domingo

LANCE!
·3 minuto de leitura


No último domingo, a partida entre Vasco e Bahia foi marcada por alguns lances polêmicos, que foram alvos de reclamações por parte do técnico Vanderlei Luxemburgo e da direção do Vasco. Com isso, o clube enviou um ofício à CBF questionando os lances e a entidade deu o parecer em que reconhece que o árbitro Wilton Pereira Sampaio errou ao não ter expulsado o meio-campista Gregore após falta dura no argentino Martín Benítez.

> Confira e simule a classificação do Campeonato Brasileiro

Vale destacar que, no lance, o jogador do Tricolor atinge a perna do meia vascaíno. O protesto do Cruz-Maltino citou que a falta foi parecida com o choque entre Leandro Castan e o goleiro Douglas, em que o zagueiro, de maneira involuntária, acertou o rosto do arqueiro, e foi expulso depois do árbitro consultar o VAR. É necessário salientar que o Vasco concorda com a expulsão de seu capitão e este lance não entrou na lista de possíveis erros apresentados.


Dessa forma, a CBF irá agendar uma reunião com representantes da diretoria do Vasco e debater sobre os erros da arbitragem do duelo do último domingo. Além disso, a entidade pretende enviar as imagens e áudios do VAR solicitados pelo clube. Em relação ao lance envolvendo Gregore e Benítez, a confederação afirmou: “A resposta ao porquê de o jogador não ser expulso não pode ser outra senão a de que houve erro de arbitragem”.

No entanto, a entidade classificou como inconclusiva a reclamação por parte do Vasco do lance entre o goleiro Douglas e o lateral-direito Léo Matos. Para os vascaínos, a bola não saiu e o árbitro deveria ter marcado penalidade máxima, porém a entidade não chegou a uma conclusão com as imagens que possui e o Vasco pretende recorrer apresentando novas imagens no intuito de comprovar o possível erro da arbitragem.

Por fim, a entidade entende que o clube carioca não tem razão para contestar o lance envolvendo Marcelo Alves e Juninho Capixaba, e que arbitragem acertou neste lance.


Confira a nota do Vasco da Gama sobre o parecer da CBF

O Vasco da Gama confirma o recebimento do parecer da CBF sobre o ofício enviado àquela entidade na última segunda-feira (01/02), apresentando protesto contra a atuação da equipe de arbitragem e VAR da CBF no confronto com o Bahia, dia 31/01, em São Januário, válido pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Foi deferido pedido de reunião com a Comissão Nacional de Arbitragem da CBF, bem como franquear o acesso das imagens e áudios do VAR na partida em questão, para o Vasco.

Quanto às demais deliberações, a CBF entende que o Vasco não tem razão ao contestar o lance entre Marcelo Alves e Juninho Capixaba.

Referente à alegação de penalidade máxima do goleiro Douglas em Léo Matos, a ouvidoria da CBF afirma que as análises são “inconclusivas”. Na reunião a ser agendada com a CBF o Vasco apresentará as imagens que dispõe e que, no seu entendimento, comprovam que a bola não ultrapassou completamente a linha de fundo, consequentemente deveria ter sido marcada a penalidade máxima com a expulsão do atleta do Bahia.

Para finalizar, a CBF reconhece que o Vasco tem razão em questionar a omissão da arbitragem no lance envolvendo o atleta Martín Benítez e Gregore, quando o atleta vascaíno foi atingido na coxa, com a bola já fora de disputa, encerrando o parecer deste item com a frase: “A resposta ao porquê de o jogador não ser expulso não pode ser outra senão a de que houve erro de arbitragem”.

O Vasco da Gama informa que continuará atento às questões relativas à arbitragem e não abrirá mão de defender vigorosamente seus interesses e a correção das decisões tomadas em suas partidas.

Esperamos que o Vasco não venha a ser novamente prejudicado pela arbitragem como, infelizmente, tem ocorrido ao longo do Campeonato Brasileiro.