CBF deve mudar protocolo sanitário devido aos surtos de Covid-19

·2 min de leitura
Fachada da CBF (Foto: Divulgação)


Uma preocupação volta à tona no meio do futebol. Casos de Covid-19 estão aparecendo nos clubes brasileiros durante as reapresentações para a temporada 2022, o que vem acontecendo, também, nos times europeus com o surto da variante Ômicron. Portanto, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) iniciou reuniões para a definição de novos protocolo sanitários nas competições. A informação é do jornal "O Globo".


A expectativa é que até o próximo final de semana já haja esboços do novo documento, que deverá ser mais rigoroso a partir de fevereiro, segundo Jorge Pagura, coordenador médico da CBF.

- Estamos analisando os campeonatos europeus e eventos nos Estados Unidos, além de dados dos principais países. Essa nova variante vai exigir adaptações em relação à temporada passada. Nossas exigências devem estar compatíveis com a definição das autoridades sanitárias locais. Estamos também à espera de dados oficiais no Brasil e também a aplicabilidade do novo período de isolamento em relação à Ômicron - disse o coordenador.

No protocolo atual, a entidade máxima do futebol brasileiro exige testes com 72 horas de antecedência em três tipos de casos: nas pessoas que não têm anticorpos para combater a doença, nos que não tiveram covid e nas pessoas que testaram positivo há mais de seis meses. Em caso de diagnóstico da doença, o período de isolamento é de 10 dias.

Quem também já estuda mudanças nas diretrizes é a Federação de Futebol do Rio de Janeiro, já que o Campeonato Carioca começa no fim de janeiro. Vasco e Botafogo, que jogaram a Série B e já se reapresentaram, tiveram casos positivos de Coronavírus em seus elencos: foram seis no Cruz-Maltino e quatro no Glorioso.

Rafael e três membros da comissão técnica do Botafogo testam positivo para Covid-19

- Por enquanto, só quem jogou a B que está vivendo isso. Nós, só no primeiro dia, com a testagem, é que pudemos tomar pé da situação. Vamos fazer testagem rotineira durante toda a pré-temporada - explica Marcos Teixeira, médico do Vasco.

O elenco principal do Flamengo ainda não retornou às atividades, mas todos serão submetidos a exames semanais de PCR e anticorpos. O clube destacou que todos os atletas estão vacinados com as duas doses e contraíram Covid-19 pelo menos uma vez. Os demais cuidados não farmacológicos também vão continuar e as avaliações do departamento médico se intensificarão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos