CBF convoca seleção olímpica e desfalca clubes no Brasileiro

DIEGO GARCIA
Folhapress
RIO DE JANEIRO, RJ, 16.08.2019: SELEÇÃO-SUB-23 - O técnico André Jardine convoca lista de jogadores que vão defender a seleção sub-23 para jogos em setembro, na sede da CBF, no Rio de Janeiro, nesta sexta-feira. (Foto: Diego Maranhao/AM Press & Images/Folhapress)
RIO DE JANEIRO, RJ, 16.08.2019: SELEÇÃO-SUB-23 - O técnico André Jardine convoca lista de jogadores que vão defender a seleção sub-23 para jogos em setembro, na sede da CBF, no Rio de Janeiro, nesta sexta-feira. (Foto: Diego Maranhao/AM Press & Images/Folhapress)

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - ​Com Pedrinho, do Corinthians, Antony, do São Paulo, e Arthur Cabral, do Palmeiras, a CBF anunciou nesta sexta-feira (16) os convocados para os amistosos pela seleção olímpica até o fim de 2019. A equipe que disputará dois amistosos em setembro vai desfalcar equipes que disputam o Brasileiro em uma rodada.

Nove dos 23 chamados atuam no país por Bahia, Atlético-MG, Corinthians, São Paulo, Palmeiras, Fluminense e Vasco.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Os convocados foram chamados para jogos contra Colômbia e Chile, nos dias 5 e 9 de setembro, respectivamente, no estádio do Pacaembu, em São Paulo.

Depois, a seleção tem mais dois amistosos preparatórios no Brasil, entre os dias 7 e 15 de outubro, com adversários e locais ainda em definição. Por último, os convocados vão participar de um torneio em Tenerife, na Espanha, ao lado de Argentina, Estados Unidos e Chile. O pré-olímpico que dá duas vagas diretas para a Olimpíada do Japão e uma na repescagem será disputado em janeiro.

Os clubes que tiveram jogadores chamados serão desfalcados na 18ª rodada do Brasileiro. No fim de semana dos dias 7 e 8, o Corinthians pega o Ceará, o São Paulo enfrenta o Inter e o Palmeiras encara o Goiás, por exemplo. Palmeiras e Fluminense também terão um jogo adiado da 16ª rodada no dia 10 de setembro.

Como a seleção olímpica volta a se reunir em outubro e novembro, em datas ainda a serem definidas, os clubes devem ser desfalcados novamente em outras oportunidades.

Questionado sobre o fato de desfalcar os clubes, o coordenador do projeto olímpico, Branco, afirmou que está seguindo a linha da equipe principal.

"Não acho contraditório [convocar os jogadores que atuam no Brasil em meio aos campeonatos nacionais em disputa]. Demonstra a integração que a gente tem com a equipe principal, pois estamos seguindo a linha da principal. Sobre convocação, fomos na mesma linha do Tite. O caminho foi esse, não é contraditório. Chama-se planejamento e integração", defendeu Branco.

Pouco antes, o técnico da seleção principal já havia falado sobre o tema —Daniel Alves (São Paulo), Jorge (Santos), Fagner (Corinthians), Weverton (Palmeiras), Ivan (Ponte Preta) e Bruno Henrique (Flamengo) são os atletas que atuam no Brasil e foram chamados.

"Escolhas são passíveis de preferência, mas há o cuidado para manter o equilíbrio da competição. Não só em relação ao Flamengo, assim como o critério técnico com relação à Copa do Brasil. É um momento decisivo, não tem necessidade de gerar um desequilíbrio. As equipes são postulantes a títulos, e compete a nós, mesmo que legalmente estejamos amparados, termos uma visão de bom senso", disse Tite.

A lista do time olímpico foi divulgada logo depois de Tite definir os chamados para o time principal, em evento na sede da confederação, na zona oeste do Rio de Janeiro.

André Jardine, técnico da equipe olímpica, disse que não pode chamar Rodrygo, ex-Santos e atualmente no Real Madrid, que sentiu lesão, além de Malcom, do Zenit-RUS.

"A gente tem conversado muito para fazer o melhor pela seleção. Nosso objetivo é fazer o melhor pela seleção e por cada jogador. Colocaria o Rodrygo em um estágio importante. Ele sofreu lesão nesta semana, não podemos contar com ele", apontou o treinador.

"O Malcom também é importante, mas teve lesão pequena que impossibilita ele de participar dessa convocação", continuou o técnico André Jardine.

Tetracampeão com a seleção principal na Copa de 1994, nos Estados Unidos, o ex-lateral esquerdo Branco será o coordenador do projeto olímpico ao lado do ex-meia Juninho, coordenador de seleções da CBF.

"É um prazer, enorme orgulho participar desse projeto. A responsabilidade é enorme", disse Branco.

A seleção principal convocada por Tite ainda teve entre os sub-23 o goleiro Ivan, de 22 anos, o zagueiro Éder Militão, 21, Paquetá, 21, e os atacantes Richarlison, 22, e Vinicius Junior, 19.


Veja a lista de convocados da seleção olímpica:

Goleiros

Cleiton (Atlético-MG)

Daniel Fuzato (Roma)

Lucão (Vasco)


Defensores

Emerson (Betis)

Arana (Sevilla)

Guga (Atlético-MG)

Ibañez (Atalanta)

Luiz Felipe (Lazio)

Lyanco (Torino)

Renan Lodi (Atlético de Madrid)

Walce (São Paulo)


Meias

Allan (Fluminense)

Douglas Luiz (Aston Villa)

Jean Lucas (Lyon)

Mauro Júnior (Heracles)

Pedrinho (Corinthians)

Wendel (Sporting)


Atacantes

Antony (São Paulo)

Arthur Cabral (Palmeiras)

Artur (Bahia)

Bruno Tabata (Portimonense)

Matheus Cunha (Leipzig)

Paulinho (Bayer Leverkusen)

Leia também