CBF briga para ter Neymar nas Olimpíadas, mas atacante também 'quer' a Copa América

Goal.com
Jogos Olímpicos não são data FIFA e clubes não têm a obrigação de liberar jogadores; Neymar já disse que deseja estar em Tóquio e na Copa América
Jogos Olímpicos não são data FIFA e clubes não têm a obrigação de liberar jogadores; Neymar já disse que deseja estar em Tóquio e na Copa América

A CBF começou a se mexer para poder contar com Neymar nos Jogos Olímpicos de Tóquio e já negocia a situação do jogador com o PSG. Segundo informações divulgadas pelo UOL, Rogério Caboclo, presidente da entidade, se encontrou com Nasser Al-Khelaif, CEO do clube de Paris, para resolver a questão. 

Neymar já manifestou seu interesse em defender a seleção brasileira em Tóquio e, claro, André Jardine e sua comissão também querem contar com o craque na competição. Mas a situação não é tão simples assim.

Ao longo do ano, prevendo a disputa de competições internacionais entre seleções, a FIFA estabelece alguns dias do calendário como datas FIFA, em que os clubes são obrigados a ceder seus jogadores para as respectivas seleções a fim de não prejudicar o trabalho das equipes nacionais. Porém, a Olimpíada não é uma dessas datas, o que significa que nenhum clube tem a obrigatoriedade de liberar nenhum jogador para a competição. E com Neymar a situação tende a ser um pouco mais complicada do que o normal.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Além de ser um dos principais jogadores do mundo, ser indispensável para o PSG e possuir um grande histórico de lesões, Neymar já disse que é “fominha” e que quer disputar os Jogos Olímpicos e também a Copa América deste ano. Essa combinação com certeza pode dificultar as negociações.

Em 2016, por exemplo, quando o jogador ainda estava no Barcelona, uma situação parecida aconteceu. Naquele ano, esses dois torneios também seriam disputados e o brasileiro novamente queria disputar os dois. Porém, durante as negociações, o clube catalão liberou o craque apenas para disputar a Olimpíada. O Brasil terminaria como o campeão da modalidade naqueles Jogos Olímpicos com grande atuação de Neymar na final, com direito a um golaço de falta e o pênalti que deu o título inédito à seleção. 

Ainda de acordo com o UOL, Caboclo também se reuniu com Florentino Perez, presidente do Real Madrid, para conversar sobre uma possível liberação de Vinícius Jr., Rodrygo e Reinier, jogadores abaixo de 23 anos com potencial para a convocação olímpica.

Leia também