CBDA desmente rescisão e agenda reunião com os Correios

Depois do anúncio de que os Correios estariam encaminhando a rescisão legal do contrato de patrocínio com a Confederação Brasileira de Desportes Aquáticos, a entidade que coordena as modalidades no Brasil emitiu uma nota nesta sexta-feira com o intuito de esclarecer a situação. No documento, a CBDA afirmou que não houve quebra no vínculo com a empresa de entregas e apontou que haverá uma reunião de esclarecimento entre as partes.

Os Correios são os maiores patrocinadores da natação brasileira e haviam se pronunciado oficialmente nesta quinta, apontando que estariam tomando as medidas formais para sacramentar a rescisão. A decisão da empresa aconteceu no mesmo dia em que o ex-presidente da CBDA Coaracy Nunes, o diretor financeiro da entidade, Sergio Lins de Alvarenga, e o coordenador de polo aquático, Ricardo Cabral, foram presos como parte da operação Águas Claras da Polícia Federal.

Leia também: Medalhistas olímpicos querem colaborar com reerguimento da CBDA

“Diferente do que foi divulgado em muitos veículos, o atual contrato não foi rescindido. O administrador provisório da entidade, Dr. Gustavo Licks, terá reunião com a diretoria dos Correios na próxima semana. O objetivo do encontro é informar como a Confederação tem caminhado neste período desde a entrada da nova administração e demonstrar a importância destes recursos para a manutenção do esporte”, publicou a CBDA.

Ao final do documento publicado no site oficial e divulgado através das redes sociais, a Confederação procurou reafirmar o compromisso com os atletas e com as modalidades aquáticas.

Confira a íntegra da nota divulgada pela CBDA nesta sexta-feira:

1)  O Patrocínio com a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos há 26 anos faz campeões. Diferente do que foi divulgado em muitos veículos, o atual contrato não foi rescindido. O administrador provisório da entidade, Dr. Gustavo Licks, terá reunião com a diretoria dos Correios na próxima semana. O objetivo do encontro é informar como a Confederação tem caminhado neste período desde a entrada da nova administração e demonstrar a importância destes recursos para a manutenção do esporte. Para além das questões de imagem, existe o aspecto social e a CBDA acredita que a ECT, empresa comprometida com a juventude e a educação, não tem interesse em prejudicar milhares de atletas, técnicos, projetos sociais e demais integrantes da comunidade aquática.

2)  Todos os funcionários e colaboradores seguem trabalhando na entidade, comprometidos em não deixar que nada falte aos atletas e membros das delegações. A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos é uma das entidades esportivas mais vitoriosas do esporte nacional e sempre cumprirá a função de representar e gerir as modalidades, separando as questões administrativas e técnicas de quaisquer outras que não digam respeito a sua função estatutária.