Cazares é elogiado por Andrés e 'namoro' com o Timão volta à pauta

Valinor Conteúdo
LANCE!


O meia Cazares, ainda do Atlético-MG, voltou a ser pauta no Corinthians, principalmente depois que o seu empresário, Jorge Marino, ter dito que o ciclo do jogador no Galo está no fim e que ele não deve seguir no clube mineiro após o fim do seu contrato, no fim deste ano.

-Cazares não renova, a ideia é sair, não há renovação. O ciclo dele se encerrou no [Atlético] Mineiro- disse Jorge Marino em entrevista ao UOL.

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, comentou sobre o jogador e fez elogios a Cazares, mas afirmou que prefere ter uma conversa com Tiago Nunes, técnico do Timão, para pensar em uma nova investida no equatoriano, de voltou a elogiar o armador Juan Cazares, do Atlético. O dirigente disse que anos. No fim de 2019, o Corinthians tentou abrir negociações para contratar Cazares, mas o negócio não vingou.

-Lógico que é um grande jogador. Ano passado o Cazares interessou bastante, o Carille gostava bastante dele. Este ano não teve nada ainda e não foi falado sobre o nome dele. No final do ano, se ele estiver livre e o Tiago quiser, a gente pode discutir- disse Andrés Sanchez, em entrevista à Rádio Bandeirantes.





O namoro entre Cazares e Corinthians vem de algum tempo. Em abril deste ano, o meia afirmou que gostaria de jogar na equipe paulista.

-Sim (gostaria de jogar pelo Corinthians). É uma equipe muito grande do Brasil. Uma equipe forte. Flamengo e Corinthians são os mais poderosos do Brasil. Como não vou gostar de vestir a camisa de uma equipe tão grande como é o Corinthians?- disse para a imprensa do Equador.

Com o fim do contrato do meia se aproximando, o Galo tenta buscar uma renovação do vínculo, para manter o uma peça importante do time e, caso seja irreversível sua saída, evitar que ele deixe o clube sem nenhuma compensação financeira para o Galo.

Cazares tem contrato com o Galo até o fim de 2020 e se o vínculo atual se mantiver sem alterações como prorrogações devido a pandemia do coronavírus, ele poderá assinar um pré-contrato com outra equipe já no mês de julho.

Em janeiro passado, o time mineiro teve uma oferta do Al-Ain, dos Emirados Árabes, de 2,8 milhões de euros(R$ 11 milhões na época), mas que foi recusada, gerando descontentamento de Cazares, que via na transação uma chance de buscar sua independência financeira. Em vários momentos, ele falou publicamente sobre o desejo dele sair do Atlético, o que dificulta ainda mais a chance de uma renovação de contrato.


Cazares chegou ao Galo em 2016, marcando 41 gols em 205 jogos, sempre sendo esperança de grandes exibições. Porém, seu histórico de polêmicas está na mesma proporção da esperança atleticana em vê-lo ser o líder técnico do time, algo que ainda não aconteceu, apesar dos bons números e qualidade do seu jogo.












Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também