Cavani se interessou em proposta da China, mas presidente do PSG negou

O futebol chinês não cansa de tentar arrebatar grandes craques do futebol europeu. Segundo noticia o jornal espanhol Mundo Deportivo, Edinson Cavani e Nolito, goleadores de PSG e Manchester City, respectivamente, ficaram próximos de trocar seus clubes milionários por equipes da Superliga Chinesa em janeiro.

De acordo com a publicação do periódico catalão, o Tianjin Quanjin, time treinado pelo italiano Fabio Cannavaro e estrelado pelo brasileiro Alexandre Pato, propôs 25 milhões de euros por ano em um contrato de três temporadas com o clube para Cavani. A equipe chinesa ainda daria 40 milhões de euros para o PSG para contar com o jogador.

Embora o atacante uruguaio e um dos principais goleadores da temporada tenha se mostrado tentado com a proposta e a ideia de experimentar algo novo, o presidente do clube de Paris, Nasser Al-Khelaifi, se negou a aceitar a transferência de seu principal líder dentro de campo.

Já para o espanhol reserva do Manchester City, o Tianjin ofereceu um mesmo contrato de três temporadas, mas com as cifras de 21 milhões de euros por ano. Nolito, contudo, não quis se transferir para a China por ter pretensões de disputar a Copa da Rússia, em 2018, pela Espanha, não querendo ficar atrás de outras opções por estar em um futebol menos disputado.

O emergente e milionário futebol do país asiático vem sendo cada vez mais tentador aos jogadores europeus. Nas últimas temporadas, nomes como Ramires, Pato, Hulk, Paulinho, Oscar, Carlitos Tevez, Ezequiel Lavezzi e Jackson Martínez trocaram o Velho Continente pelo novo mercado do mundo do futebol.