Cavani quer deixar o PSG em janeiro, mas o PSG não quer liberá-lo

Dirigentes do Paris Saint-Germain e técnico Thomas Tuchel não querem a saída do atacante. Atlético de Madrid acompanha o caso de perto
Dirigentes do Paris Saint-Germain e técnico Thomas Tuchel não querem a saída do atacante. Atlético de Madrid acompanha o caso de perto

Simeone continua pressionando e os torcedores continuam sonhando, mas a contratação de Cavani está ficando mais complicada. Apesar de ter a aprovação do uruguaio, que já pediu ao PSG para deixá-lo sair nesta janela, o Atlético de Madrid ainda não superou a recusa do PSG em fechar um acordo. Nem os líderes do PSG querem vender agora, nem o técnico Thomas Tuchel quer se desfazer de Cavani no momento, nem o jogador parece determinado a se rebelar contra um clube que sempre o tratou carinhosamente, correspondendo ao seu ótimo desempenho. Se nada mudar, é normal que o Atleti assine com Cavani, mas no próximo verão europeu. Então, ele chegaria de graça.

Por seu lado, o atacante jogou como titular no domingo na primeira fase da Copa da França. O uruguaio marcou dois gols pelo time, sendo um dos destaques da monumental vitória parisiense sobre o modesto Linas-Monthlry por 6 a 0. Cavani, que ainda não quer falar publicamente sobre seu futuro, teve muitas chances de gol ao longo do jogo e, se tivesse sido minimamente bem-sucedido, poderia até ter marcado quatro ou cinco gols. De qualquer forma, sua propriedade é um aceno de Tuchel. Ele quer que o atleta fique em Paris.

Como relatou o L'Equipe, Cavani pretende deixar o PSG em janeiro por mais alguns minutos. Nesta temporada, ele acabou de adicionar seis gols e o bom momento de Mauro Icardi o levou a jogar muito pouco. No entanto, seu alto salário e, acima de tudo, o desejo do PSG de não aparecer nessa janela de mercado tornam a operação realmente complicada. Isso, sem mencionar o Atlético de Madrid, para poder assinar com Cavani, o clube tem que negociar algum jogador da equipe, por causa de seu problema com o limite de custo salarial dos funcionários, imposto por La Liga.

Sem dúvida, o Atlético de Madrid parece ser o grande favorito para poder aproveitar os serviços da Cavani, neste mercado de inverno (operação complicada) ou no próximo verão (mais simples, porque o uruguaio seria um agente livre). No entanto, de acordo com a imprensa francesa, o conjunto de colchões deixou dois rivais na corrida por Edinson Cavani. O primeiro é o Chelsea, que quer se separar de Olivier Giroud e procura outro atacante; e o segundo é o Manchester United, que precisa reativar sua frente e não está excessivamente feliz com o desempenho de Antohny Martial.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também