Cavani e Di María marcam e PSG retoma a vice-liderança na França

O Paris Saint-Germain cumpriu sua missão na tarde desse sábado. Em casa, bateu o Guingamp por 4 a 0 e voltou a ocupar a vice-liderança do Campeonato Francês após 32 rodadas. Com isso, o time da Capital mantém a perseguição ao Monaco, líder com 74 pontos. Já o Guingamp estaciona na 10ª colocação, com 41 pontos. Além da importância dos três pontos, o PSG também se vinga do seu adversário, que no primeiro turno venceu o confronto direto por 2 a 1.

Todos os gols do jogo foram marcados no segundo tempo. O PSG dominou amplamente a primeira etapa, acertou o travessão com Cavani, mas não conseguiu furar a retranca dos visitantes. Nos contra-ataques, o Guingamp até conseguia ser perigoso, mas a estratégia era arriscada demais.

E não teve jeito. Aos 11 minutos da etapa final, Di María saiu na cara do gol e teve tranquilidade para encobrir o goleiro. Da para frente, o PSG se soltou e atropelou. Dois minutos depois, Cavani ampliou e, aos 25, e confirmou de vez sua fama de carrasco. Foi o sexto gol do uruguaio em quatro jogos contra o Guingamp.

Nos acréscimos, a vitória virou goleada. Lucas, que havia entrado há pouco, recebeu na direita e deixou Matuidi sem qualquer dificuldade para empurrar a bolas para a rede e sair para o abraço.

Vale destacar que Maxwell e Lucas foram os únicos brasileiros em campo pelo PSG nesse sábado. O lateral esquerdo só entrou porque Kurzawa sentiu uma lesão no fim do primeiro tempo. Já o meia substituiu Di María nos minutos finais. Thiago Silva e Marquinhos sequer foram relacionados por estarem machucados e Lucas Silva ficou no banco de reservas.

Também nesse domingo, St. Etienne e Nantes jogaram no estádio Geoffroy-Guichard, em Saint-Ètienne, e o jogo terminou sem vencedor. Nakoulma abriu o placar para os visitantes aos 15 minutos do primeiro tempo, mas Corgnet salvou os donos da casa de uma derrota aos 25 da etapa final. Com isso, o St. Etienne fica na sétima posição, com 45 pontos, enquanto o Nantes é o nono, com três pontos a menos.