Cavani é acusado de racismo e pode ser banido de jogos na Inglaterra

LANCE!
·1 minuto de leitura

O atacante Edinson Cavani deve enfrentar uma acusação de racismo por parte da Federação Inglesa e ser banido por no mínimo três partidas do Manchester United. Nas redes sociais, o uruguaio respondeu um amigo e utilizou a palavra “negrito”, o que é considerado ofensivo na Inglaterra. Apesar de ter apagado a publicação e pedido desculpas, o camisa sete não evitou a ação da entidade local.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

O atleta tem até o dia quatro de janeiro para decidir se irá contestar ou aceitar a acusação. Caso Cavani decida se defender, o Manchester United se escora no contexto cultural para que o uruguaio não seja punido. As informações também indicam que o termo usado pelo atacante se refere ao apelido de seu amigo e que não houve qualquer intenção maliciosa na postagem.

Leia também:

Em 2011, Luis Suárez, companheiro de Cavani, foi punido por oito partidas por ter chamado Evra de “negrito” durante um confronto entre Liverpool e Manchester United. Em meio a polêmica, os Diabos Vermelhos entram em campo nesta quinta-feira e encaram o Sheffield United fora de casa em busca de melhores momentos.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos