Cavalieri abre mais espaço para Júlio César no Fluminense

A última coisa que o torcedor do Fluminense não pode falar é que Júlio César não aproveitou a brecha dada por Diego Cavalieri desde setembro do último ano após sofrer seguidas lesões musculares.

Individualmente, 2016 terminou para o camisa 22 como o seu melhor ano nas Laranjeiras, com uma maior sequência de jogos. E isso se prolongou em 2017. 

Por conta da nova lesão de Cavalieri, Júlio César deixou novamente a reserva com confiança e tem dado conta do recado - apesar das duas falhas na semifinal contra o Flamengo.

Diego Cavalieri - Fluminense

Até o momento, sofreu quatro gols em nove jogos disputados e possui a melhor média entre os goleiros da equipe. A cada 202,5 minutos, Júlio César sofre um gol. Enquanto M. Felipe registra um tento a cada 74 minutos, e Diego Cavalieri 1/90min.

E por falar em Diego Cavalieri, o goleiro vive uma situação oposta nas Laranjeiras. Fora desde 29 de janeiro após sofrer uma entorse no pé direito, o camisa 1 não tem data para retornar aos gramados e vê o seu companheiro de equipe ganhar cada vez mais espaço e sequência de jogos.

Porém, isso não deve ser problema para o atleta. Experiente e seguro, Cavalieri tem a sua vaga cativa no gol titular do Tricolor, apesar da boa média de Júlio César. 

E enquanto ele não volta, o camisa 22 ganha mais uma oportunidade neste domingo (12), quando o Fluminense enfrenta o Boavista, às 19h (horário de Brasília).