Cavaleiro australiano é pego no antidoping por cocaína em Tóquio

·1 minuto de leitura
Escultura com os aros olímpicos

A equipe australiana de hipismo teve uma baixa antes do início dos Jogos de Tóquio. O cavaleiro Jamie Kermond, de 36 anos, testou positivo para uso de cocaína num exame antidoping realizado em junho, antes do embarque da delegação para as Olimpíadas no Jogos, e foi preventivamente suspenso pela Federação de Hipismo da Austrália.

"O Sr. Kermond está proibido de participar de qualquer evento que se enquadre nos padrões da Agência Mundial Antidoping (WADA), incluindo os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, enquanto sua suspensão provisória estiver em vigor", disse a entidade em nota oficial.

A Federação ainda estuda a possibilidade de substituir Kermond, que nem chegou a embarcar rumo àquela que seria a sua primeira participação em um torneio de salto dos Jogos Olímpícos.

Campeão nacional em 2016, o atleta, que disputaria a competição na capital japonesa com o cavalo Yandoo Oaks Constellation, ainda tem direito a uma contraprova.

Ele era um dos três cavaleiros da equipe australiana.

al/jde/dep/dd

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos