Caso de Alison com Covid-19 liga o sinal de alerta no Santos

LANCE!/DIARIO DO PEIXE
·1 minuto de leitura


O teste positivo para Covid-19 de Alison preocupou os torcedores santistas tanto pela situação do volante, quando pelo temor de novos casos antes da final da Copa Libertadores.

O superintendente de esporte do Peixe, Felipe Ximenes, participou do programa Bola do Jogo, da Rádio Ômega, e falou sobre o assunto.

"É uma situação muito delicada. A gente fica até um pouco aliviado por ter manifestado os sintomas agora (no Alison). Pode cumprir a quarentena e ter uma semana de treinamentos para o Palmeiras. Gostaria de algo mais efetivo para proteger os atletas, mas seria uma bolha de 13 dias, com três jogos para fazer. É uma situação delicada. Cumprimos todos os protocolos, mas são situações que estão todos sujeitos".

Alison desfalcará o Peixe nas próximas três partidas do Campeonato Brasileiro, diante de Fortaleza, Goiás e Atlético-MG. A quarentena acaba no dia 25 de janeiro, dia anterior ao confronto contra o Atlético-MG. Contudo, voltando de isolamento sem ritmo de jogo, o meio-campista não deve ser relacionado para o confronto.

Pelos protocolos da Conmebol e para poder ficar à disposição do técnico Cuca para a final da Copa Libertadores, Alison ainda precisa testar negativo para o coronavírus dias antes da decisão, que ocorrerá dia 30, no Maracanã. A comissão técnica do Peixe acredita que poderá contar com o jogador no duelo contra o Palmeiras.