Casimiro se posiciona contra Conmebol após casos de racismo na Libertadores

Casimiro é torcedor vascaíno e bem ativo nas redes sociais (- Foto: Reprodução/Casimiro)


Mais uma vez, casos de preconceito marcaram a semana da Taça Libertadores. Em menos de uma semana, aconteceram pelo menos quatros casos de ataques raciais a torcedores brasileiros. O streamer Casimiro Miguel, desabafou sobre a situação durante a sua live.

De acordo com Cazé, a recorrência dos casos de injúrias é fruto da omissão da Conmebol, diante da frequência dos atos preconceituosos no futebol sul-americano.

- Mais um caso né, mano. Mais um caso de racismo seguidamente. A Conmebol não faz nada e, é isso. Vida que segue. O que adianta a gente chegar aqui e fazer discurso, falar que tem que prender os caras e nada acontece - ressaltou.

O último ocorreu nesta quinta-feira (28), na partida entre Universidad Católica e Flamengo, quando um torcedor do time chileno foi flagrado imitando macaco em direção à torcida rubro-negra.

Casimiro também falou da falta de punições para os crimes, além do desgaste de comentar os acontecimentos e não ter medidas para evitá-los novamente.

- O maluco estava imitando o macaco no jogo do Corinthians, pagou R$3.000, saiu postou stories sendo racista de novo e, é isso. É desgastante a gente ficar repetindo o discurso aqui e os caras chegam e fazem o que querem - desabafou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos