Casares se reúne com presidente da CBF após áudio do VAR

·2 min de leitura
Julio Casares tomou frente da reclamação na CBF contra a arbitragem (Arquivo pessoal)

A confusão entre os operadores do árbitro de vídeo na análise do gol anulado de Vitor Bueno diante do Fortaleza fez o presidente do São Paulo, Julio Casares, exigir um encontro com o presidente interino da CBF, Ednaldo Rodrigues. O encontro entre os dirigentes ocorreu nesta semana, em São Paulo, onde a cúpula da CBF estava, por causa do jogo da seleção brasileira contra a Colômbia.

Casares reclamou de forma veemente, incomodado com o vacilo dos homens do apito. A equipe que trabalhava no VAR chegou a validar o gol de Vitor Bueno, mas, antes do reinício da partida, houve a percepção de que a linha de impedimento havia sido traçada tendo como referência os são-paulinos como defensores.

Embora não faça publicidade, o presidente Julio Casares tem tratado pessoalmente de se manifestar contra decisões da arbitragem ao longo do Brasileirão. Ele já havia estado na sede da CBF após a expulsão de Rodrigo Nestor diante da Chapecoense. 

Depois do jogo contra o Palmeiras, Casares enviou um dossiê a Leonardo Gaciba, então presidente da Comissão de Arbitragem. 

Embora ninguém na CBF confirme, a última reclamação do São Paulo pode ter sido mais um dos motivos para a demissão de Gaciba, anunciada nesta sexta-feira - Alício Pena Junior será o presidente da comissão de forma interina.

Adiado?
Conselheiro vitalício do São Paulo, Pedro Baggio solicitou ao presidente do Conselho Deliberativo do clube, Olten Ayres de Abreu, o adiamento da reunião extraordinária de 18 de novembro que vai tratar da reforma estatutária.

Ligação...
No Tricolor, existe a desconfiança de que o pedido de Pedro pode ter a participação de Newton do Chapéu, um dos maiores opositores do clube, e que não conseguiu se eleger conselheiro na última eleição. A desconfiança se dá pelo fato de Pedro ser funcionário de Newton há dez anos.

...antiga
Newton confirmou ao Blog que Pedro vende ventiladores que sua empresa fabrica, mas considerou "ridícula" a associação. "Ele é conselheiro vitalício há 30 anos", respondeu. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos