Casagrande revela motivo de término de namoro com Baby do Brasil:'Ela não fazia sexo'

Casagrande lança nesta terça-feira sua mais nova biografia 'Travessia'. Na obra, assinada com o jornalista Gilvan Ribeiro, o comentarista de futebol contou muitos detalhes de sua intimidade, inclusive, do namoro com a cantora Baby do Brasil, que mudou a privacidade de Casão e fez com que ele fosse até perseguido por paparazzis.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Em trecho do livro, Casagrande relembrou o inicio do relacionamento com a cantora e as dificuldades pela falta de intimidade, já que Baby é evangélica e estava há 18 anos sem se relacionar com outro homem.

Leia também:

- Mas ela só faria sexo com um parceiro que tivesse certeza de ser para a vida toda e, ainda assim, depois de um casamento formal sob as bênçãos de Deus (...). 'Cara, ela não fazia sexo, ela não faz sexo. Namorei por sete meses sem sexo. Respeitei isso o tempo todo, até que não deu mais pra segurar. E, pô, eu não tava a fim de me casar - disse Casão em trecho da obra.

Apesar dessas limitações, Casagrande conta que curtiu muito o período do relacionamento com a cantora.

- A gente saía muito em São Paulo. Ela gosta de dançar pra caralho, entrava na pista às dez da noite e saía às cinco da manhã. Era legal pra caralho! Eu me divertia, só tomando água". Quando os dois iam ao Rio de Janeiro, o ritmo era o mesmo: "Um taxista amigo da Baby tem uma boate no carro, com luz negra, lâmpada estroboscópica, um puta som, muito louco! A gente ia pela avenida Niemeyer, parava no mirante do Leblon, o cara descia e trazia água de coco pra gente. Ficávamos até altas horas conversando - contou o ex-jogador.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também