Casagrande elogia atitude de Hyuri, do Atlético-GO, por se posicionar sobre o caso de Mariana Ferrer

LANCE!
·1 minuto de leitura


O comentarista Walter Casagrande usou as redes sociais para parabenizar a atitude de Hyuri, do Atlético-GO, pelo protesto sobre o caso de Mariana Ferrer. O ex-atleta afirmou que "precisamos de mais jogadores" como o atacante.

– Parabéns pela sua atitude. Precisamos de mais jogadores como você. Representou muito bem a classe de jogadores de futebol, e fiquei emocionado vendo a sua entrevista – escreveu Casão nos Stories do Instagram.

Antes da partida entre Atlético-GO e Internacional pela Copa do Brasil, Hyuri ergueu a mão esquerda, marcada com um X, gesto que simboliza a luta contra violência às mulheres.

– Este tamanho desrespeito com as mulheres é chocante. Nós todos podemos fazer um pouco mais. Pode parecer complicado fazer isto sozinho, mas cada um deveria fazer a sua parte – disse o jogador.

O CASO

O empresário André de Camargo Aranha foi acusado de estuprar a promoter de 23 anos durante uma festa em 2018. Inicialmente, Aranha havia sido condenado pelo promotor Alexandre Piazza por estupro de vulnerável, quando a vítima está sob efeitos de entorpecentes ou álcool e não é capaz de consentir ou se defender. Ele também solicitou a prisão preventiva do acusado, que foi aceita pela Justiça, mas foi derrubada em segunda instância pela defesa de Aranha.

Houve uma troca de promotores do caso, saindo Piazza e entrando Thiago Carriço de Oliveira, que em suas alegações, segundo o "The Intercept", diz que André de Camargo Aranha não tinha como saber que a jovem estava sem condições de consentir a relação durante o ato sexual, não existindo portanto intenção de estuprar. O juiz Rudson Marcos, da 3ª Vara Criminal de Florianópolis, concordou com a tese de Oliveira e absolveu Aranha.