Casagrande e Caio Ribeiro se estranham no 'Bem, Amigos!': Veja a linha do tempo da treta


Após Caio Ribeiro, comentarista da "Globo", criticar uma fala do ex-jogador Raí sobre política, milhares de torcedores usaram as redes sociais para discordar do ex-atleta. Quem não ficou calado foi o também comentarista na emissora Walter Casagrande. Nesta segunda-feira, Caio teve "direito de resposta" no programa "Bem, Amigos!", do "SporTV".

Caio não apenas tentou se explicar, como também discutiu com Casão durante a atração semanal liderada por Galvão Bueno e Cléber Machado. Nas redes sociais, o debate sobre liberdade de expressão foi um dos temas mais citados do dia, assim como os nomes dos ex-atletas. Entenda como tudo isso começou.

No dia 30 de abril, o ídolo do São Paulo Raí, que é dirigente do clube, criticou a gestão do presidente da República, Jair Bolsonaro, em meio a pandemia de coronavírus no país. Para Raí, o político "está no limite da irresponsabilidade" ao contrariar as ordens sanitárias de prevenção à doença. Ele até sugeriu a renúncia de Bolsonaro em caso mais extremo.



Casagrande e Caio Ribeiro - SporTV
Casagrande e Caio Ribeiro - SporTV
Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Caio e Casagrande estiveram no "Bem, Amigos!" (Foto: Reprodução/SporTV)


Poucas horas depois, Caio Ribeiro repreendeu os comentários do ex-jogador. Durante o "Redação SporTV", o comentarista afirmou que não gostou do posicionamento de Raí, pois "ele tem que falar de esporte".

- Não gostei do discurso do Raí, porque falou muito pouco de esporte e falou muito sobre política. Por mais que ele fale que é a opinião pessoal, ele, hoje, é o homem forte do São Paulo e as declarações e opiniões que emite respingam na instituição. Eu acho que ele tem que falar de esporte. Na hora que ele fala de renúncia, dos hospitais públicos e tudo isso, me parece que ele tem conotações políticas em relação a preferências - afirmou Caio.

Bastante criticado nas redes sociais, o comentário de Caio, de acordo com o "UOL", não pegou bem nos bastidores da Globo. Ídolo do Corinthians e um dos nomes mais fortes do futebol contra a ditadura militar na década de 1980, Casagrande não deixou de palpitar sobre a fala de Caio, que foi classificada por Casão como "censura".

- Numa democracia, todas as pessoas podem e devem expressar suas opiniões sobre qualquer assunto, independentemente da sua profissão. (...) (Raí) Representou com orgulho o irmão Sócrates. Ninguém pode querer censurar a fala do outro e determinar qual o assunto que se pode falar. Isso, no meu entender, é antidemocrático - afirmou em seu Instagram.

A treta entre os dois comentaristas foi o suficiente para colocar fogo no debate via rede social entre os torcedores. Entre apoiadores de Casagrande e internautas que concordaram com a frase de Caio, eles se tornaram o assunto predileto no Twitter durante à pandemia de COVID-19.

Nesta segunda, os dois foram colocados lado a lado na atração de Galvão Bueno no "SporTV". Quem de "defendeu" primeiro foi Caio, que alegou não ter dado nenhum viés político ao comentário contra Raí. Segundo ele, foi um incômodo ter sido colocado em um debate político.

Casagrande foi firme e disse que Caio poderia ter sido mais claro em sua fala. O ídolo do Corinthians voltou a falar de atos "antidemocráticos" e reafirmou a liberdade de expressão, mesmo que para representantes de clubes de futebol. Caio não se mostrou confortável e o debate se alongou no programa.

Veja um vídeo postado pelos internautas com o debate no "Bem, Amigos!".
















Leia também