Casagrande discorda de Abel Ferreira após Palmeiras x Corinthians: 'Tem que extravasar'

·1 min de leitura
Tite convocou 27 atleta para disputa de três amistosos (Reprodução/Globoplay)


O Palmeiras venceu o Corinthians por 3 a 0, no último sábado, pelo Brasileirão. A torcida palmeirense presente em Barueri fez a festa e provocou a equipe rival com gritos de "olé". Quem não aprovou, no entanto, foi Abel Ferreira. O treinador português ficou insatisfeito com a postura dos torcedores alviverdes, comportamento que é normal no Brasil.

+ Veja a classificação do Brasileirão

Casagrande discordou da postura de Abel durante o programa Esporte Espetacular. O comentarista disse que a torcida tem o direito de se manifestar e provocar o rival, contanto que seja de maneira não violenta:

- Só um detalhe do Abel, que falou para o pessoal não gritar olé. O Abel tem que ter calma. A torcida faz o que ela quiser, sem violência. Se você proibir a torcida de gritar olé, se você proibir a torcida de vaiar o adversário, o que os torcedores vão fazer lá? Não, os caras têm que extravasar, curtir, gritando olé, vaiando e aplaudindo.

Abel já desaprovou quando a torcida palmeirense se manifestou da mesma forma, na final do Paulista, contra o São Paulo, fazendo gestos para a torcida.

- Eu vejo o futebol à minha maneira. Aceito quem veja de outra maneira. Eu quero que os nossos torcedores, como fizeram, é apoiar a equipe. Para mim, o ‘olé’, me desculpem, é faltar o respeito ao nosso adversário. E nós precisamos de todos os adversários. E quanto melhor forem os nossos adversários, mais nós vamos encher os estádios - disse treinador após vencer o Dérbi.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos