Casagrande cutuca Muricy por cena em praia e diz que ex-técnico poderia apenas ter obedecido policiais

LANCE!
·1 minuto de leitura


O ex-jogador Walter Casagrande comentou, nesta segunda-feira, sobre um vídeo onde o dirigente do São Paulo Muricy Ramalho aparece debatendo com policiais por ser retirado de uma praia, em São Paulo. Para Casagrande, a história criou proporções maiores após Muricy não obedecer ao policiais.

+ Veja a tabela de classificação do Campeonato Paulista

- Só uma criticazinha ao Muricy: a partir do momento que a polícia falou que não pode, vai embora. Se criou uma história em cima de uma situação com o Muricy porque ele ficou discutindo com o cara se é justo ou não. A discussão cria muitas coisas na cabeça das pessoas. Ele poderia ter ido embora - disse ele no programa "Bem, Amigos", do SporTV.

A prefeitura de Bertioga, região onde fica localizada a praia, adiantou o decreto e proibiu a circulação em praias já no domingo, ou seja, quando o ex-treinador estava no local. O que provocou a irritação de Muricy, ao ser abordado para que deixasse a praia.

- Eu moro lá no (bairro Riviera) 8, como faço para voltar para casa? Bom ser isso mesmo (a proibição), porque não estava anunciado isso. Era segunda-feira, está certo ou não está segunda-feira? - questionou Muricy.

O policial concorda sobre a proibição inicialmente válida para segunda-feira e diz que a prefeitura antecipou. Muricy retruca. Para Casão, o caso não teria ocorrido nem chamado a atenção do público se não fosse pela atitude do também ex-comentarista da Globo em ficar repelindo a ordem dos guardas.