Cartolouco vira roupeiro do Resende em novo episódio de série que mostra bastidores do futebol

LANCE!
·2 minuto de leitura


Em mais um episódio de uma websérie que está produzindo desde que foi contratado pelo Resende, Lucas Strabko, o Cartolouco, se passou pela primeira vez por um profissional do departamento de futebol do clube. Ele vivenciou e sentiu na pele o exaustivo e prazeroso trabalho de um roupeiro em dia de jogo, na estreia do Gigante do Vale no Campeonato Carioca. E ainda ficou com fama de pé-quente, já que a equipe venceu o Fluminense por 2 a 1, no Maracanã.

+ Veja a tabela do Campeonato Carioca

A websérie se inicia com Cartolouco se apresentando ao técnico Sandro Sargentim após um treino. Na conversa, é comunicado que será relacionado para a partida, e não se contém de alegria. Mas sua feição logo muda quando, na sequência, o treinador lhe avisa que ele vai para o jogo, sim, mas não como jogador. Ali começa o episódio “Um Dia de Roupeiro”, uma saga com a turma que comanda o vestiário, muito respeitada e adorada pelos jogadores.

O pontapé inicial se dá ainda em Resende, Região Sul-Fluminense, de onde Cartolouco já segue com os roupeiros rumo ao Maracanã duas horas antes de todo o elenco, como de praxe, para já deixar o vestiário e os uniformes prontos para quando a delegação chegar ao estádio. Assista ao episódio aqui.

Antes de partirem, são submetidos ao teste de Covid-19, uma exigência antes dos jogos. E se surpreende ao presenciar que a vida de um roupeiro é tão importante como a de qualquer outro integrante do departamento de futebol. Tudo precisa estar em ordem, nos mínimos detalhes.

Já no vestiário, aprendeu que, habitualmente, o Resende leva para as partidas, para cada jogador, dois uniformes brancos e dois listrados – define-se um deles com a arbitragem para saber qual cor o adversário usará. Arrumar camisa, short, meião, chuteira e caneleira no “casulo” de cada um é a primeira tarefa do roupeiro, que ainda precisa recolher e contar todas as roupas de concentração que ficaram jogadas por ali. Após a distribuição dos coletes, todos seguem para o aquecimento.

E o trabalho continua no intervalo, um momento tenso, com a adrenalina a mil dependendo do resultado do jogo. Sai a camisa suada, entra a camisa nova. Toalhas surgem para secar tanto suor. Mais material sujo para o cesto. O time retorna para o segundo tempo e, de virada, no último lance do jogo, o Resende vence, Cartolouco vibra e ganha dos jogadores a alcunha de pé-quente.

Festa no vestiário, mas o trabalho do roupeiro está longe de terminar. Ainda precisam recolher e contabilizar todo material, deixar o local limpo, como receberam, pegar a estrada de volta e levar tudo para a lavanderia do clube.

E agora que está inscrito no BID, o Boletim Informativo Diário da CBF, será que o próximo episódio desta websérie será a de Lucas Strabko como jogador? Nesta sexta-feira, dia 19/03, às 21h, tem jogo contra o Flamengo, novamente no Maracanã.