Cartagena recebe sorteio dos confrontos da Copa América-2020

Por Rodrigo ALMONACID
AFP

Essa poderá ser a última aparição de Lionel Messi no torneio continental e jogando em casa apesar de que o troféu será entregue em Barranquilla, longe de Buenos Aires. As partidas da Copa América 2020, a primeira com sede dupla, serão sorteadas nesta terça na cidade colombiana de Cartagena.

É na localidade portuária da Colômbia, um dos principais destinos turísticos do país, que serão definidos os jogos da competição de seleções mais antiga do mundo e que tem o Brasil como atual campeão. A partir das 21h30 (horário de Brasília) as doze seleções - dez sul-americanas além de Catar e Austrália como convidadas - vão saber quais jogos terão pela frente no torneio.

- Sede dupla -

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Pela primeira vez desde que foi disputada a primeira edição da competição, em 1916, a Copa América será disputada em dois países-sede: Colômbia e Argentina. A 'Albiceleste' vai abrir o torneio no dia 12 de junho e a final será disputada um mês depois, em 12 de julho em solo colombiano.

Diferente das edições passadas, quando as seleções eram divididas em três grupos de quatro times, desta vez a primeira fase terá dois hexagonais, nos quais haverá confrontos de todos contra todos: a Zona Norte e a Zona Sul, previamente definidas.

Na Norte estarão Brasil, Equador, Peru, Venezuela e Colômbia, cabeça de chave. E o Sul terá Uruguai, Paraguai, Chile, Bolívia e a cabeça do grupo Argentina. A estreante Austrália e o Catar, que volta depois de participar na edição de 2019 no Brasil, serão sorteados nesta terça.

As quatro melhores equipes de cada hexagonal avançam às quartas de final. Os vencedores passam às semifinais e em seguida à final. Cada sede vai receber uma fase de grupos, duas partidas das quartas e uma semifinal.

No total serão disputados 38 jogos, doze a mais que nas versões anteriores. Será a quarta Copa América nos últimos seis anos. E ela será disputada com uma diferença de apenas um ano em relação à última edição para igualá-la ao calendário da Eurocopa.

- Última chance de Messi? -

Lionel Messi levou a Albiceleste a três finais da Copa América, em 2007, 2015 e 2016, e em todas deixou o campo cabisbaixo e com as mãos vazias. Aos 32 anos, apesar de estar em ótima forma, não resta tanto tempo de carreira ao astro do Barcelona.

Considerado por muitos como o melhor da história, Lionel Messi joga seus últimos cartuchos com sua seleção em seu país. Sua impressionante galeria de títulos vestindo a camisa do time catalão contrasta com a escassez de conquistas com a camisa albiceleste: o Mundial Sub-20 de 2005 e a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 2008 de Pequim.

'La Pulga' terá na Copa América uma nova chance antes da Copa do Mundo do Catar-2022 com uma seleção argentina rejuvenescida sob o comando do técnico Lionel Scaloni com jovens talentos como Lautaro Martínez e Paulo Dybala.

Eliminada em Belo Horizonte pelo anfitrião e futuro campeão Brasil do técnico Tite em julho passado, o país de lendas como Di Stéfano e Maradona vai sediar a competição pela primeira vez em nove anos, depois da edição de 2011. Naquela ocasião foi eliminada nas quartas de final pelo Uruguai, que acabou conquistando seu 15° título.

Sua companheira de organização, a Colômbia de James Rodríguez e Falcao García, comandada pelo português Carlos Queiroz, tem uma lembrança melhor como país-sede: foi campeã pela única vez em 2001, quando ergueu a taça no estádio El Campín de Bogotá, uma das oito sedes para esta edição.

As outras três na Colômbia são o Pascual Guerrero (Cali), o Atanasio Girardot (Medellín) e o Metropolitano de Barranquilla, que vai receber a final.

Na Argentina os jogos serão disputados no Monumental (Buenos Aires), no Mario Alberto Kempes (Córdoba), no Malvinas Argentinas (Mendoza) e no Único de La Plata.

Leia também