Carrasco da Argentina, Marcelo Moreno tem média melhor que Messi no confronto e sonha com novo gol

A Bolívia recebe a Argentina nesta terça-feira, às 17h (de Brasília), pela 14ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo. Apesar de já não ter mais chances de classificação para o Mundial, a 'La Verde' espera fazer um bom jogo diante de sua torcida, em La Paz, e sair com a vitória. Um dos principais nomes da equipe, o atacante Marcelo Moreno quer manter sua boa média de gols contra os hermanos.

Moreno já marcou três vezes em sete partidas diante da Argentina. Ele pode se inspirar em uma estatística para lá de relevante: tem média melhor que Messi nos duelos entre as seleções. O jogador do Barcelona fez três gols sobre a Bolívia, mas em oito jogos.

Motivado com as estatísticas a seu favor, Marcelo Moreno fala dos números contra a Argentina e da expectativa por se manter como carrasco. Todavia, o atacante minimiza o fato do escrete liderado por Messi sofrer com desfalques importantes para o duelo desta terça.

- É sempre difícil enfrentar a Argentina, em qualquer situação, mas estamos prontos para fazer um jogo de igual pra igual. Nos últimos duelos, infelizmente eles conseguiram se impor contra a gente, mas dessa vez confio que será diferente. Temos feito bons jogos em La Paz, e não vejo a questão da altitude como preponderante. Digo isso porque hoje em dia temos vários atletas da seleção que não atuam em clubes da Bolívia, então a adaptação para se jogar uma partida de Eliminatórias em La Paz se iguala com a do adversário. Por isso, precisamos atuar bem novamente dentro de casa para conseguir a vitória - disse o atacante, que se mostra confiante mesmo estando mal na tabela das Eliminatórias:





Marcelo Moreno (Foto: Juan Mabromata / AFP)

Moreno é a esperança de gols da Bolívia (Foto: Juan Mabromata / AFP)

- Estou confiante, independentemente da situação na tabela, pois sempre que enfrentei a Argentina em La Paz o jogo foi muito equilibrado. Vou batalhar para fazer gols e, quem sabe, manter a média melhor do que a do Messi. Com certeza ele vai dar muito trabalho, mas vamos fazer de tudo pra não o deixar criar as situações de ataque da Argentina, pois é um cara que faz a diferença em qualquer altitude do mundo.

Além do bom retrospecto pessoal contra a Argentina, Moreno também se inspira na personalidade que o time treinado por Mauricio Soria vem demonstrando dentro de campo. Mesmo com uma escalação mista diante da Colômbia, a Bolívia deu trabalho e só foi vazada após a marcação de um pênalti discutível já na reta final da partida. A dedicação dos jogadores bolivianos, mesmo com a impossibilidade de classificação para a Copa do Mundo, mostra que os próximos adversários não poderão contar três pontos sobre a La Verde como previamente garantidos.

- Fiquei realmente bastante decepcionado com o jeito com que perdemos o jogo em Barranquilla. A meu ver, não merecíamos aquele resultado, mas um pênalti foi marcado. Porém, temos que esquecer e focar nessa nova oportunidade de vencer. É claro que a Argentina sempre será uma das seleções mais fortes do mundo, mas dentro da nossa casa vamos lutar pela vitória. Podemos nos inspirar nos últimos jogos em La Paz, contra o Paraguai, Equador e Peru. Vencemos o Paraguai jogando bem e fizemos por merecer a vitória. Contra o Equador, empatamos em um momento em que eles estavam brigando pela liderança. Ganhamos também do Peru, dentro de campo, mas infelizmente perdemos os pontos desse jogo.

Moreno também elogiou o técnico Mauricio Soria, que assumiu a seleção no fim do ano passado.

- O Soria vem fazendo um bom trabalho, testou novos jogadores na última partida, e, mesmo com uma equipe diferente, mostramos que não nos entregamos. Queremos terminar essas Eliminatórias com honra e, por isso, uma vitória sobre a Argentina seria algo excelente pra gente.







E MAIS: