Carrasco do Brasil na Copa América, Di María registra a conquista em tatuagem

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Desfrutando o título da Copa América, o herói da conquista, Ángel Di María, decidiu registrar o momento na pele. Na coxa esquerda, carrasca da Seleção Brasileira na final do torneio sul-americano, o argentino tatuou a taça da competição com o Maracanã e o Sol de Maio - símbolo presente na bandeira da Argentina - nos fundos. Nesta quinta-feira, o jogador publicou a arte nas redes sociais.
+ Confira todos os resultados da Libertadores

No Maracanã, palco da decisão entre Brasil e Argentina, Di Maria aproveitou a falha de Renan Lodi para encobrir Ederson e marcar o único gol da partida, ainda no primeiro tempo. A Argentina voltou a conquistar um título depois de 28 anos.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O elenco argentino saiu do Rio de Janeiro na madruga do último domingo e chegou à capital do país vizinho na manhã do mesmo dia. Com grande festa e aglomeração, os campeões da Copa América foram recepcionados por uma multidão de torcedores.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos