Após propor recontagem de mortos da pandemia, Carlos Wizard desiste de assumir cargo no Ministério da Saúde

Yahoo Notícias
Foto: Miguel SCHINCARIOL / AFP
Foto: Miguel SCHINCARIOL / AFP

Depois de protagonizar uma das principais polêmicas da semana ao propor uma recontagem dos mortos pela pandemia do novo coronavírus no Brasil, o empresário Carlos Wizard informou, neste domingo (7), que não irá mais aceitar cargo no Ministério da Saúde na função de "conselheiro" do atual ministro interino, Eduardo Pazuello.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Wizard, que não tem experiência na área, já vinha participando de reuniões no ministério sobre a condução da crise gerada pela Covid-19 no país. Apesar disso, ele não foi nomeado no “Diário Oficial da União", não tendo assim recebido dinheiro público como remuneração.

Leia também

Além da polêmica recontagem proposta por Wizard, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) confirmou uma mudança na divulgação dos dados da pandemia no país, fato que gerou muita repercussão negativa.

Em nota, o empresário agradeceu a Pazuello pelo convite para assumir a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, mas deixou claro a recusa.

“Agradeço ao ministro Eduardo Pazuello pela confiança, porém decidi não aceitar para continuar me dedicando de forma solidária e independente aos trabalhos sociais que iniciei em 2018 em Roraima", diz a nota divulgada pelo empresário.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Confira a íntegra do comunicado

Informo que hoje (7/junho) deixo de atuar como Conselheiro do Ministério da Saúde, na condição pro bono. Além disso, recebi o convite para assumir a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos da pasta. Agradeço ao ministro Eduardo Pazuello pela confiança, porém decidi não aceitar para continuar me dedicando de forma solidária e independente aos trabalhos sociais que iniciei em 2018 em Roraima.

Peço desculpas por qualquer ato ou declaração de minha autoria que tenha sido interpretada como desrespeito aos familiares das vítimas da Covid-19 ou profissionais de saúde que assumiram a nobre missão de salvar vidas.

Carlos Wizard Martins

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também