Carlos Sánchez negocia com o Peñarol e deve deixar o Santos

Carlos Sánchez é o maior artilheiro estrangeiro do Santos (Foto: Ivan Storti/Santos FC)


O meia Carlos Sánchez negocia com o Peñarol, do Uruguai. O jogador foi liberado pelo Santos para avançar com o time Sul-Americano e deve acertar sua transferência. A informação foi inicialmente publicada pelo jornalista Wilson Méndez, da Radio 1010, de Montevidéu.

Se tudo ocorrer como esperado, ele rescinde amigavelmente com o Peixe e assina em seguida com o clube do coração. A expectativa é que as negociações sejam finalizadas nas próximas horas.

O Peixe vinha tratando a situação do camisa 7 com respeito pela boa relação com o clube, mas entendia que a melhor solução seria Sánchez procurar um novo destino. Aos 38 anos, o uruguaio vive sues últimos momentos da carreira e já não tem mais a intensidade que o futebol brasileiro espera.

Em 2022, Sánchez viveu seu "pior" momento no Santos, quando entrou em campo apenas em 21 jogos, não marcou gols e deu 3 assistências. Em certos momentos, não foi relacionados em vários jogos, principalmente com o ex-técnico Fabián Bustos.

Na última semana, Sánchez foi afastado dos treinos do Santos após seus exames apresentarem alterações cardiológicas. Nesta semana, ele por uma extensa avaliação cardiológica no Hospital Albert Einstein acompanhado e não foram encontradas alterações que contra-indiquem aos jogos. Ele ganhou folga e, teoricamente, voltaria na próxima semana.

O meia foi contratado pelo Santos em 2018 e se destacou principalmente com o técnico Jorge Sampaoli, em 2019. Sánchez é o maior artilheiro estrangeiro da história do Santos. Ao todo, foram 161 jogos com a camisa do Peixe e 32 gols marcados.

Aos 38 anos, o uruguaio é o mais experimente do elenco. Ele tem vínculo com o Alvinegro até o dia 22 de julho de 2023. Recentemente, o Liverpool-URU chegou a sondar a situação do jogador que está bem adaptado na cidade de Santos ao lado de sua família.