Carlos Queiroz, ex-técnico de Portugal, vai comandar o Egito

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Carlos Queiroz é o novo técnico do Egito (AFP/عطا كيناره)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A Federação Egípcia de Futebol anunciou nesta quarta-feira a contratação do português Carlos Queiroz como técnico da seleção nacional, dois dias depois de demitir seu antecessor.

No comunicado, a federação especifica que Queiroz terá como auxiliares os egípcios Diaa al-Sayed e Essam al-Hadary, novo treinador de goleiros.

Na segunda-feira, um dia após o empate com o Gabão (1 a 1), pelas Eliminatórias Africanas para a Copa do Mundo de 2022, a federação demitiu Hossam Badri.

O treinador egípcio de 61 anos havia substituído o mexicano Javier Aguirre em setembro de 2019, que foi dispensado após a eliminação da equipe nas oitavas de final da última Copa Africana de Nações. Queiroz, de 68 anos, chega ao Cairo (capital do Egito) na próxima semana.

Este é o primeiro contrato do português desde que deixou, no final de 2020, o comando da Colômbia, cargo que havia assumido em fevereiro de 2019.

Queiroz foi treinador de clubes como Sporting Portugal (1994-1996), Real Madrid (2003-2004), entre outros, além de ter sido adjunto de Alex Ferguson no Manchester United (2002-2003 e 2004-2008).

Também comandou as seleções de Portugal (1991-1993 e 2008-2010), África do Sul (2000-2002), Emirados Árabes Unidos (1998-1999) e Irã (2011-2019), além da colombiana.

cha/hha/sbh/psr/lca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos